Parenthood

Os bastidores de Parenthood: curiosidades por trás das câmeras

Parenthood

imagem: NBC/Divulgação

A coluna desta semana é especial, mesmo parecendo que eu sempre diga isso por aqui. Contudo, com Parenthood é diferente pelo significado que a série teve não só no meu crescimento como ser humano, mas também no meu amor por televisão. Assim como Brothers & Sisters, o drama de Jason Katims nos mostrou a melhor forma de “gente como a gente” ser retratada na TV. Além disso, rimos, choramos e questionamos nossas atitudes nos próprios círculos familiares a partir de reflexões propostas por certas narrativas.

Família pode ser tudo igual, mas são raros os exemplos que a TV, principalmente da rede aberta, conseguiu desenvolver um retrato tão honesto, fiel e cru de relacionamentos familiares como fez com Parenthood. É verdade que a série apresentou problemas, sofreu desgaste em virtude do modelo de episódios e falou em ir ainda mais longe quanto a propostas ousadas. Mesmo assim, é improvável que os desfeitos sobreiam-se frente às qualidades.

Além disso, é importante lembrar que na próxima terça-feira (29), faz quanto anos do seu Series Finale. São por esses e outros motivos que a série é o tema do Bastidores desta semana. Será que tem muita curiosidade que a gente não sabe?

Enquanto uma porta fecha, uma janela se abre

Maura, Lauren

Imagem: Showtime/Divulgação; NBC/Divulgação

Maura Tierney (de The Affair) foi originalmente escalada como Sarah. Contudo, a NBC moveu o lançamento da série da Fall Season para a midseason em função do diagnóstico da atriz de câncer de mama. “A principal prioridade da NBC, Universal Media Studios e Imagine Television é o bem estar da Sra. Tierney. Nós não podemos divulgar mais detalhes e pedimos respeito a sua privacidade neste momento,” disse o canal à época.

Como resultado a emissora adiantou o lançamento de Mercy, limitando tempo para divulgação e selando seu cancelamento após uma única temporada. O alongamento do tratamento de Tierney fez com que a atriz pedisse para deixar o trabalho, fazendo com que a NBC escalasse Lauren Graham no papel principal.

Inspiração de primeira 

Embora a sua e a minha família poderiam servir como fontes inspiradoras da série, ela foi inspirada num filme homônimo de 1989 estrelado por Steve Martin. O ator interpretou Gil Buckman (que soa um pouco parecido com Braverman, sejamos honestos), sendo acompanhado no elenco por Mary Steenburgen, Keanu Reeves; Joaquin Phoenix e uma jovem Bryce Dallas Howard, filha do diretor Ron Howard.

O filme ainda foi indicada a dois Oscar, por Melhor Atriz Coadjuvante (para Dianne West) e Melhor Canção Original, mas não venceu nenhum deles. No Brasil, o longa metragem foi batizado curiosamente de O Tiro que não Saiu pela Culatra. Abaixo você confere um trailer do filme.

Coadjuvante de luxo

Sam Jaeger, Parenthood

Imagem: NBC/Divulgação

Muitas das reclamações feitas pelos telespectadores em relação aos personagens durante as seis temporadas foi a falta de atenção dada a Joel (Sam Jaeger). Frustração compartilhada pelo próprio intérprete. “Eu tive algumas dificuldades com algumas temporada,” disse.

“Eu simplesmente não tinha certeza quem ele [o personagem] era, além de apoiar tudo o que Julia estivesse passando naquele momento,” completou. Contudo, isso mudou um pouco nas últimas temporada. “Eu fiquei muito feliz que nós conseguimos mostrar um lado dele que mostra tudo o que acredita,” concluiu.

Uma nota, por favor

Andrew McMahon, então integrante da banda, Jack’s Mannequin, recebeu um pedido da produção para compor uma música tema para série. O cantor escreveu uma canção chamada Casting Lines (abaixo), mas antes mesmo que ele pudesse entregar, os produtores já tinham escolhido outro tíutlo, Forever Young de Bob Dylan. Entretanto, isso não quer dizer que a música foi descartada. Muito pelo contrário. Andrew colocou-a no terceiro álbum da banda, People and Things.

Diga “X”

Numa entrevista com a revista Under the Radar em 2011, Miles Heizer (Drew Holt) admitiu o que muitos telespectadores já imaginavam sobre a vinheta da série. “Eu não sei como aquela foto foi parar ali. Eu penso que foi durante as gravações… eles pediram por fotos de família para colocar lá, e eu dei várias pra eles, mas definitivamente não aquela. Penso que eles me fotografaram sem que eu soubesse. E eu ainda estou sorrindo mostrando os dentes, algo que eu não faço,” disse.

Rapidinhas

– Os Bravermans sempre foram grandes fãs de baseball, sendo seu time preferido da MLB (Major Baseball League) o Oakland Athletics.

– No sétimo episódio da quarta temporada, alguns personagens dão uma volta pelo cenário de Desperate Housewives, passando inclusive pela casa de Mike (James Denton).

– Em quase todo episódio de Parenthood, alguém aparece cozinhando panquecas ou waffles.

– Mesmo parecendo estranho do ponto de vista romântico, os irmãos Sarah e Adam, Lauren Graham e Peter Krause respectivamente, são um casal na vida real. Casados desde 2010 eles se conheceram na série e foram “se conhecendo melhor”.

Em suma, 

Como vocês devem imaginar, assim como vocês eu acabo aprendendo muito fazendo essa coluna. Me ajuda a crescer como jornalista de entretenimento, da mesma forma que amplia os nossos horizontes. Confesso que não tinha a menor ideia que Lauren Graham era a segunda escolha para o papel, uma vez que a atriz parece ter nascido para interpretar Sarah Braverman.

Além disso, quem diria que a série foi baseada num filme? E ainda mais num longa indicada ao Oscar. São gratas surpresas que vocês só descobrem aqui no Mix de Séries. Por isso me despeço de vocês nesta semana, lembrando que na próxima vez falaremos um pouquinho mais sobre House. Será que você sabe tudo sobre a série?

Tags Parenthood

Share this post

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.