Bates Motel – 3×01 – A Death in the Family

Bates Motel 3x01

Imagem: IMDB

Muito se tem falado sobre Bates Motel. Desde o começo o buzz foi alto – crítica e público a receberam bem. Na segunda temporada, a série dividiu opiniões. Mas convenhamos, o programa nunca teve o ritmo mais comum. Começou devagar, como toda série que se preze, e lá pelo meio da primeira temporada já entregou episódios incríveis até mostrar um season finale regular.

Após altos e baixos, o show do canal A&E retorna com um episódio que, aparentemente, introduz uma temporada sem grandes pretensões. Nada visto aqui é novidade. A relação de Norman com a mãe parece menos anormal, mas o exagero ainda está lá. Após ser questionada por Dylan, Norma decide não dormir mais com o filho na mesma cama. O problema é que a notícia da morte da sua mãe a deixa abalada e carente.

Outro conflito na vida do garoto é que ele não consegue retornar a escola e acaba lembrando dos acontecimentos envolvendo Watson com frequência. Norma defende que o filho passe a estudar em casa e assuma a gerência do motel. A decisão narrativa é bem vinda. Focar no ambiente de trabalho e familiar ao invés da convivência com outros adolescentes é o primeiro passo para aproximar o Bates contemporâneo do personagem icônico uma vez interpretado por Anthony Perkins.

Como confusão pouca é bobagem nessa família, a premiere sugere envolvimento ainda mais aproximado entre Norman e Emma, ao mesmo tempo que introduz Annika – uma nova hóspede. O modo como o episódio termina deixa o destino da garota em aberto, mas conhecendo bem o contexto, fica entendido que ela pode ter sido vítima do jovem gerente (embora eu acredite que este não seja o caso).

A trama paralela continua com Dylan. O pai ainda está lá, e agora o irmão do protagonista precisa lidar mais uma vez com a problemática venda de maconha que envolve a cidade. O núcleo, que também conta com xerife Romero, deve continuar em destaque nesta temporada. Principalmente com Caleb determinado a fazer parte da vida do filho.

Algumas perguntas ficam neste início de temporada: Norman matou Annika? Se matou, ele estava consciente? Se não matou, qual motivo a trouxe ao motel? O que a morte da mãe de Norma ainda trará de surpresas? Apesar do começo morno, o terceiro ano tem muito a desenvolver. Bates Motel está trilhando um caminho que ainda deve trazer novas perguntas e, claro, deliciosos lapsos de psicose. Avisem às mães, está apenas começando!

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

1 comment

Add yours
  1. Anderson Narciso
    Anderson Narciso 15 março, 2015 at 17:09 Responder

    Rubens, excelente review. O episódio pode demonstrar uma temporada sem pretensões, mas eu gostei muito. Vi muito da essência de Psicose ali, e isso pr mim ja valeu.

    Estou ansioso para ver se nos aproximaremos mais ainda do psicopata que Norman é, e estou sentindo que teremos grandes surpresas nesta temporada. Vamos aguardar..

Post a new comment