Big Brother Brasil – 15×41/42 – A morte da mulher moderna

talita

Continua após publicidade

Olá amigos da Nave Louca. Volto com mais uma pequena análise da tensa eliminação dessa terça-feira.

Continua após a publicidade

Pois é, mesmo com o sucesso da hashtag #FicaTalita, a comissária de bordo não conseguiu resistir aos haters e ao paredão com Cézar e Luan. Infelizmente o pensamento que rola no Twitter ainda não se reflete na sociedade.

Continua após publicidade

Eu confesso que nunca fui fã de Talita, e muito menos do casal blindado formado por ela e Rafael. Também não curtia o comportamento explosivo dela e jeito de agir completamente passional. Minhas rejeições à parte, no paredão de ontem preferia que saísse Luan, o mentiroso, mas não foi o que aconteceu. Com 60% dos votos, Talita foi eliminada, e agora o que devemos pensar são os motivos para isso acontecer.

talita-02

Continua após publicidade

Ontem a saída de Talita não me pareceu tão ruim, mas hoje vejo como um grande retrocesso. Isso porque a comissária de bordo não foi eliminada por todos os motivos que listei ali em cima, Talita foi eliminada porque fez sexo no BBB, porque foi sem camisinha, e porque ela pediu a Pílula do Dia Seguinte. Sim, esse foi o motivo. Para as tias moralistas e a favor da família brasileira, ter uma vida sexual ativa é uma falha de caráter muito mais grave do que a faceta mentirosa e preconceituosa de Luan.

Talita foi no programa exatamente aquela pessoa que é na vida, e aquela que nós, mulheres ditas modernas, somos todos os dias. Ela se apaixonou, transou, errou, se arrependeu, chorou, foi sincera. Talita não fez um jogo cheio de manipulação, jogando com o seu coração ela atiçou o ódio moralista dos haters, e foi queimada do programa.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

talita-03

Para o jogo, foi bom Talita ter saído, porque agora ninguém está à salvo. Mas para nós foi um grande tapa na cara ao constatar que a nossa sociedade está cada vez mais machista e retrógada. Uma pena!

Por Letícia Bastos