Big Little Lies – 1×05 – Once Bitten

Imagem: IMDb/Divulgação

Chegamos no quinto episódio com um gosto amargo na boca, com aquela sensação ruim de que você não consegue se livrar depois de ver tantas atitudes horríveis. Tenho que dizer que as primeiras cenas, como a alucinação de Madeline, foram muito boas, e então o restante do episódio conseguiu ser melhor ainda.

Amabella foi machucada novamente na escola e Renata acredita que Ziggy é o responsável, a atuação de Laura foi espetacular nas cenas com o marido. O desespero dela em contraste com o medo da filha foi executado perfeitamente. É compreensível como ela se sente nesse momento, a impotência dela no que diz respeito à segurança de sua filhinha. Sabemos que ela não é melhor das pessoas, mas é uma mãe disposta a fazer de tudo para evitar que qualquer coisa atinja Amabella, vimos isso na reunião com Jane e o diretor da escola.

Continua após a publicidade

Madeline por outro lado, nesse episódio teve menos destaque, mas não ficou pra trás. O caso dela com Joseph no passado volta para assombrar e a desconfiança de Ed aumenta. Na tentativa de resolver as coisas com ela, o diretor de teatro a chama para uma conversa. Quando aquele carro veio em direção a eles, jurava que ele ia morrer, mas infelizmente, os roteiristas não pegaram este caminho. Madeline sai apenas com alguns hematomas, enquanto ele fica internado. A culpa paira sobre os ombros dela durante todo o episódio e acho que é isso que a mantém em silêncio quando Joseph a retira da peça (que também era dela).

Já Celeste ganhou o destaque merecido em “Once Bitten”, as cenas dela encarando as facas se perguntando como seria se ela simplesmente matasse o marido foram maravilhosas. Nicole deu o tom perfeito à personagem, sem precisar de muito. A fidelidade ao livro, da cena com a caixa de brinquedos, foi esmagadora, assim como ver a terapeuta chorando juto com Celeste. Sabemos que ela se culpa pela violência, que ela não consegue aceitar que Perry é simplesmente o sujeito mais podre da face da terra. As cenas dela olhando-o com os filhos é de cortar o coração, ver aquele homem lindo, que ela tanto ama, ser o melhor pai possível para nos momentos seguintes, ele tentar sufocá-la e deixá-la cheia de hematomas. A contraposição das cenas dela cobrindo seus machucados com maquiagem e pensando, enquanto escuta música no café foi genial. Ela não consegue entender como alguém que fez tanto por ela, pode ao mesmo tempo destruí-la.

Imagem: IMDb/Divulgação

O episódio também não foi nada fácil para Jane, depois de todos os problemas na escola, ela decidiu ir atrás do suposto pai do Ziggy. Colocou a arma a bolsa, ligou para Madeline para agradecer pela amizade, fumou um cigarro suspeito e aumentou o som, indo a procura de vingança. Quando ela chega, a vemos sem ter muita noção do que está acontecendo, com cenas meio desfocadas, então ela descobre que não é ele (pelo menos foi o que pareceu) e isso a deixa extremamente frustrada, o que acaba levando-a a ser parada pela polícia enquanto dirige. A frustração dela e de Celeste foi triste de assistir.

Tivemos mais flashforwards da noite do crime, alguns desfocados e ao que tudo indica, numa linha cronológica desfigurada, mas ainda não há nada concreto sobre essa noite, visto que todo mundo ali ou tem uma arma, ou quer matar alguém ou está cega de raiva. Já começo a sentir meu coração doer por estarem faltando somente 2 episódios para o fim, mas estou ansiosa para saber que rumo os roteiristas vão dar para essas mães.

Nota: “Não use o banheiro lá de baixo, querida, meu Deus!” Socorro Ed.
Nota 2: Eu esperava tanto que a Celeste fugisse com os meninos.
Nota 3: A esposa de Joseph com certeza desconfia de algo com Madeline.
Nota 4: Nicole já pode ganhar um Emmy depois desse episódio.
Nota 5: Não tem um homem bom naquele meio, Deus que me livre.

No próximo episódio intitulado “Burning Love”, Madeline se preocupa com Jane e com a situação que criou. Enquanto isso, Jane confronta Renata; Bonnie conta a Nathan sobre o projeto secreto de Abigail; e Ed e Madeline têm uma conversa sincera sobre a falta de paixão em seu casamento. Espero vocês aqui na próxima review, até lá!

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=CBLWRIDtpmI [/youtube]

Avatar

Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.

No comments

Add yours