Billions – 1×06 – The Deal

Billions S01E06
Imagem: Arquivo Pessoal/Renato MP

 

Continua após publicidade

Tensão é a palavra descritiva e o sentimento transmitido deste episódio que abre um caminho entre guerra e paz, dinheiro e poder, ganância e egocentrismo, lei e ordem. A prisão de Dollar Bill no episódio passado causou uma comoção gigantesca na Axe Capital, e seu presidente decide mostrar o seu lado líder e rebelde novamente através de um discurso incentivador, esclarecedor e agressivo em cima de uma mesa para todos os seus empregados. Discurso esse que além de descrever tudo o que é Billions, descreve também o verdadeiro Bobby Axelrod, que até então estava apagado através de uma personalidade passivo agressiva. Agora ele é totalmente ação e agressividade.

Continua após a publicidade

Misturando a cenas do discurso de Axelrod, Chuck divide a tela em momentos específicos do discurso com as suas ameaças à seu mais novo peixe no anzol, Dollar Bill, que em momento algum aparenta se importar com as ameaças recebidas e com a realidade de uma prisão se aproximando.

Continua após publicidade

Dollar Bill teve alguns momentos inquietantes e polêmicos nesse episódio que levaram Chuck – e nós – a acreditar que a vitória de número 82 estava iminente, porém ele se manteve leal ao seu chefe de uma maneira muito afetiva e até mesmo obsessiva. Durante o episódio eu me perguntava o motivo, mas é tão óbvio e simplório: desde o piloto vemos a influencia que Axelrod possui nas pessoas, sua personalidade emana carisma e força através de suas falas e sua agilidade em pensar o quão bom ou ruim, ou até mesmo arriscada, é comprar determinada ação. Ele dá conselhos para boa parte de sua equipe, ele formou, ergueu e enriqueceu sua equipe, ele os fez. Todos que trabalham para Axelrod são devotos de uma espécie de Deus que rege as suas vidas a dinheiro e poder, em Axelrod eles acreditam.

Ambos os personagens – Axe e Chuck – estão jogando com as suas melhores cartas do baralho, arriscando qualquer coisa para verem seu inimigo cair diante da desgraça. Chuck quer que o império de Axe, junto de sua personalidade forte perante a sociedade, caia sem uma chance de se reerguer. Axe, que está ciente de suas falhas e de sua possível derrota, quer que sua queda não seja tão grande, e quer que Chuck caia junto. Mas isso não o impede de usar todas as suas estratégias e forças para manter-se firme e vitorioso.

Continua após publicidade

Billions é um seriado que arrisca muito em The Deal”. É um episódio que causou turbulência entre a história e os personagens. Seu agravante é grande demais, e isso causa preocupações e riscos para Chuck e Axe. Não há nenhum tipo de problema na série que qualquer assinatura e alguns bilhões de dólares não possam concertar, isso se prova concreto quando Axe compra a sua mansão no piloto. Os dólares e centavos rolam pelos bolsos das pessoas que possuem tanto dinheiro que nem sabem o que fazer com ele, embora o episódio termine de uma maneira tenebrosa com o fato de Bobby ter de entrar em um acordo com Chuck envolvendo U$1.9 bilhões, ele e Wags discutem que isso não é tão doloroso para seus bolsos quanto uma picada de abelha. O dinheiro vai, mas o dinheiro sempre, sempre volta.

Toda a pressão que Axelrod sofre em sua reunião com Chuck é transmitida de uma maneira tão simples e realista que ela explode em um momento completamente coerente e satisfatório, com Axe rasgando o seu chegue e jogando na cara de Chuck e indo embora da sala com uma aura elevada de raiva e estresse. Embora isso seja uma vitória nítida para seus adversários, ele se dá por vencido e não baixa a sua guarda.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Wendy é uma personagem que se mostrou forte, atraente e sexy desde a sua primeira aparição, e esse foi o episódio que trouxe tudo o de melhor da personagem. Suas atitudes, suas falas, seus pensamentos foram transmitidos de uma excelente maneira, seus questionamentos são praticamente inexistentes, sendo que sua prática como psiquiatra tenha eliminado qualquer um. Ao trabalhar com Axelrod e ser casada com Chuck, ela se vê em uma linha de fogo que pode – e irá – atingi-la mais cedo ou mais tarde. Seu trabalho não corre risco, ela é de confiança para o seu chefe e vice versa, e esse é o seu grande trunfo. E, como percebemos nas cenas entre ela e Axe, será usado de uma maneira bastante esperta no futuro.

Por outro lado, o relacionamento com seu marido é recheado de altos e baixos, perguntas e indagações continuas sobre trabalhos e fidelidade recheiam suas conversas e abrem brechas para algum tipo de desestabilização moral e conjugal. Conseguimos notar que esses assuntos são recorrentes em suas vidas e que eles são os principais problemas que resultam em um casamento conturbado, mas ainda assim sexual. Eu acho que em algum ponto da história teremos um acontecimento inesperado ou muito impertinente que causará a separação de ambos, porque a frustração de Wendy com seu marido se mostra cada vez mais crível.

Chuck, na tentativa de não piorar a sua relação com Wendy, acaba fazendo uma ação muito inesperada, mas talvez nem um pouco imprevisível: ele abandona o seu caso contra Axe, entregando a terceiros – assunto que foi trazido a tona por sua própria mulher. Quando o seriado mostrou que Wendy estava nessa linha de fogo, ficou claro que uma hora ou outra ela seria a responsável por alguma ação brutal de ambos os lados, e dessa vez foi para Chuck. Mas, obviamente, Chuck voltará com seu caso, não porque ele quer, mas por que com certeza absoluta Axelrod fará algo que chamará a atenção de seu adversário.

Billions está ficando cada vez melhor, cada vez mais bem desenvolvida e estruturada. Temos diálogos rápidos e certeiros, sentimos a tensão, frustração e raiva dos personagens mescladas com seus dramas, que embora sejam pouco explorados, são muito reais e nítidos em suas ações, seja Axe ouvindo “Master Of Puppets” em seu carro ou Chuck e suas conversas com seu pai. Tudo está se desenvolvendo de uma maneira melhor.

“The Deal” é um dos melhores episódios da série até então. As informações fluem de maneira nítida (como sempre) e o episódio dá uma elevada no ritmo da série, que agora – ao que tudo indica – trará consequências e reações explosivas, tantas que você pode até pensar que vai acabar se perdendo, só para vê-las serem – da maneira mais simples e brilhante possível – juntas e resolvidas nos momentos finais, entregando a estória em sua completude. Os personagens parecem se elevar a cada episódio que passa, os relacionamentos entre os casais também deram um salto muito grande em seu aprofundamento e desenvolvimento. Tudo está melhorando conforme a história vai se tornando ruínas.