Billions – 1×07 – The Punch

Billions S01E07

Imagem: Arquivo pessoal

Continua após as recomendações

 

Após um breve hiato de uma semana, Billions retorna com um episódio mediano que desacelera alguns acontecimentos o constante crescimento da série. The Punch é um episódio que se torna maçante e cansativo ao seu decorrer por apresentar uma história que não se encaixa muito no que o episódio anterior havia proposto e por ter algumas cenas longas com personagens irrelevantes.

Continua após a publicidade

Ao som de The Ledge do The Replacements, o episódio nos introduz a Axelrod nadando em sua piscina sem nenhum tipo de preocupação visível e aos seus filhos se divertindo. Ao final da música, com Axe retirando os seus fones de ouvido, sua expressão de preocupação e desestabilidade é bem nítida, pois a preocupação com o acordo falho entre ele e Chuck é muito grande e desesperadora – até mesmo para ele.

Após passarem uma divertida manhã brincando com um amigo, os filhos de Axe são deixados em casa por um pai do mesmo, que esta visivelmente embriagado. Esse fato deixa Axe e Lara extremamente irritados, e essa situação gera a melhor e mais empolgante cena do episódio: Axelrod sai de sua piscina, entra em um Jipe e com ele vai até a casa de Bruce (Kahan James) e o acerta com um soco certeiro em seu nariz. Esse ato premeditado foi filmado e divulgado, abrindo espaço para um possível processo contra Axe e, assim, prejudicando a sua imagem.

Esse ato trouxe algumas consequências ao personagem, mas é claro que no final do episódio tudo foi muito bem resolvido e foi uma história muito descartável e extremamente desnecessária que não trouxe nada de novo ao personagem e que não impactou em nada na série a não ser pelo motivo dele ter se safado novamente e ter nos mostrado, de novo, que ele está sempre um passo a frente – e isso já foi mostrado outras diversas vezes em seus episódios anteriores.

Uma cena que podemos destacar por parte dele neste episódio foi o seu instinto de “Sherlock Holmes” que é feito no momento em que ele tenta encaixar em sua mente que foi a pessoa que gravou o vídeo o divulgou. Axe fala da localização de cada uma das pessoas que estavam no churrasco onde Bruce estava e as descreve de forma perfeita: quem eram, onde estavam, quais eram as suas conexões, etc. O que prejudica essa sua dedução é um grande erro por parte de roteiro, direção e atuação: Axelrod simplesmente olha para Bruce quando chega no local, ele não percebe mais ninguém. Isso pode parecer algo muito pequeno, mas é algo grande de mais e que prejudica a tudo. E isso irá acontecer de novo, sem dúvidas, pois Wags fala: “Eu amo quando você faz isso.”, o que quer dizer que ele já fez e que ele tornará a fazê-lo. Desnecessário.

Fora essa cena específica, o episódio não trouxe muito o Axe que vimos em episódios passados, mas conseguiu migrar para um lado que antes não havia sido nem um pouco explorado que foi o foco em seus filhos.

Dean (Christopher Paul Richards) e Gordi Axelrod (Jack Gore) são crianças que nasceram e cresceram ricas, vivendo em um mundo em que o dinheiro é a resposta para tudo e que suas ações para quererem o do bom e o do melhor são frutos da sua “obrigação” de terem o que é bom e melhor.

Lara decide fazer com que seus filhos aprendam o que ela aprendeu quando era criança: Humildade. Levando-os a praia para caçarem moluscos e os colocando em uma equipe de acampamento. Embora as suas intenções sejam boas e ele esteja correta, esse não é o mundo em que eles vivem e muito menos o tipo de vida que querem ter, ainda mais tendo um pai como Axelrod, que no final do episódio os retira do acampamento quando recebe uma mensagem de um de seus filhos, que escondeu o seu celular.

Todos sabemos que uma hora ou outra se esse tipo de criança não aprende a ser humilde, eles serão adultos egocêntricos e irritados – e muito chatos.

Spyros, por mais inesperado que pareça, foi o personagem que mais surpreendeu nesse episódio quando ele é abordado por Chuck. Chuck começa a falar calmamente com Spyros e então eleva o seu tom de voz para alguém irritado e enojado ao falar que sabe que Spyros estuprou uma mulher há anos atrás. A reação de Spyros é muito tênue, ele está se culpando por dentro e está nervoso, uma mistura de tristeza e confusão mental. Essa ameaça de Chuck foi dada por que Spyros queria a liderança no lugar de Bryan, que agora está na liderança das investigações contra Bobby Axelrod e que agora possui uma carta na mão: Donnie Caan (David Cromer).

Donnie é um informante que Bryan possui dentro da Axe Capital e que está gravando conversas de Axe e os principais movimentos da empresa. Até o momento o personagem se mostrou muito pouco relutante com o que esta fazendo, mas eu acho que isso se deve ao simples motivo de termos um pequeno “time skip” entre o episódio passado e esse. Caan se mostrou disposto a entregar e conseguir o que quiser, mas mesmo assim demonstrou-se preocupado com seu chefe.

Chuck está oficialmente fora das investigações, mas isso não o impediu de dar alguns conselhos a Bryan sobre negociações. Em minha opinião a série chegará no final com Chuck se aposentando e Bryan ficando em sua posição, na sua sala, pois nesse episódios tivemos um pequeno ensaio disso acontecendo. Chuck pôs Bryan em seu escritório, em sua cadeira, e falou sobre o trabalho pesado que é fazer as pessoas sofrem as punições necessárias.

The Punch é um episódio que poderia ter entregado muito mais, de uma maneira mais brutal, real, empolgante e visceral. Isso poderia sim ter melhorado muito a qualidade da série, porém ele deu uma diminuída em seu ritmo, mas mesmo assim continua demonstrando o que a série quer oferecer. Os próximos episódios são obrigados a nos trazerem mais empolgação, pois os fatos estão vindo a tona e tudo esta se juntando, peça por peça.

Tags Billions
Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours