Crítica: Perigo aumenta cada vez mais para Jefferson Pierce na reta final de Black Lightning

Black Lightning 1x11
Black Lightning 1x11

Imagem: The CW/Divulgação

Continua após as recomendações

Outra reviravolta daquelas!

Com Tobias ainda fora da jogada, o que me preocupa, nem tudo são flores para Jefferson Pierce. O protagonista agora tem que lidar com outra ameaça, ainda maior. Sinceramente, essa introdução da ASA na história não foi uma ideia, se pararmos para pensar. Black Lightning está em sua reta final da primeira temporada, com a segunda já garantida. Se ela tivesse 22 episódios, esse novo plot que entrou de forma tímida até que seria perfeito, mas só serviu pra bagunçar ainda mais tudo.

Na minha opinião, enquanto o grande vilão da temporada não volta tocando o terror, o foco tinha que ser em Raio Negro tentando limpar seu nome, e combatendo vilões da semana. Nesse décimo episódio isso até meio que aconteceu, com Jefferson e Anissa investigando desaparecimento de algumas crianças das redondezas, mas de repente, ali está a organização secreta empacando. Eles poeriam ter focado mais também no plot de Lala, que até agora estou achando confuso e sem noção.

Continua após a publicidade

Quando eu estava quase desistindo de Sins of the Father: The Book of Redemption, eis que uma reviravolta acontece. Como assim a vice diretora do colégio é traíra? Tipo, eu nunca fui com a cara dela, sempre a achei uma verdadeira sonsiane, mas isso jamais passou pela minha cabeça. Desde o começo da série pensei que ela acabaria se aliando a Tobias de alguma forma, mas em momento algum que ela trabalhasse para a ASA. Te mete com gente sonsa, vai. Na hora que tal revelação foi feita eu dei um grito, soltando com gosto um filha da… somos um site de família, mas já entenderam.

Não mexe com o bonde!

Depois dessa reviravolta, o décimo primeiro episódio já veio com gosto de quero mais. Com a descoberta passada, agora nos deparamos com a ASA com sangue nos olhos. Achei genial a forma como eles utilizaram algo tão real, pra poder incriminar uma pessoa inocente. Escalar policiais corruptos para colocar droga nas coisas de Jefferson Pierce é tão quinta série, só acho. Pois bem, quando a cilada dá certo e nosso protagonista vai preso, já logo pensei “lascou-se”. Porém esqueci que agora temos um elemento incrível: Anissa.

Imagem: The CW/Divulgação

Por pouco que Jennifer não fez algo insensato, ao ver o pai sendo preso. A jovem precisa pra ontem saber aprimorar seus poderes, e aceitar que é assim de uma vez por todas. Apesar desse detalhe, uma coisa que gostei muito de ver foi todos se unindo para libertar o personagem.

Lynn buscando ajude a Henderson foi uma das melhores coisas que aconteceu. Até então, na minha opinião, ele ainda não havia mostrado totalmente para o que veio. Em alguns episódios a parceria dele com Raio Negro lembrava a de Quentin Lance e Arqueiro Verde nas primeiras temporadas de Arrow. Dessa vez ele mostrou que é mais um grande aliado ao team Black Lightning, com toda aquela postura em relação ao policial corrupto. Ele não só ajudou seu próprio amigo a sair da cadeia, como também mostrou quem manda no pedaço. Apesar desse destaque, a dupla Gambi e Anissa foi a melhor. Jamais pensaria no que eles fizeram, de criar um holograma do Raio Negro. Isso pra mim foi uma ideia de gênio, pra despistar a ASA.

Olha quem está de volta…

Só eu acho que o décimo segundo episódio deveria se chamar The Comeback? Tivemos a volta de Tobias, que veio já com sangue nos olhos. Além disso, o insuportável do Khalil também deu as caras novamente em Freeland. Mas de todos esses retornos, o que mais chamou a atenção foi da reconciliação, ainda escondida, de Jefferson e Lynn. FINALMENTE, NÃO FIZERAM MAIS QUE A OBRIGAÇÃO!

Logo acima, eu havia comentado da precipitação da introdução da ASA ainda na primeira temporada, e agora foi mais que claro isso. Tobias foi o grande vilão durante um arco considerável de episódios, aí vem uma organização secreta e tira esse poder dele? Sinceramente eu não gostei, ainda mais com o lance de “capture o Raio Negro, mas não o mate”. Gente, por favor.

É claro que o assassino não cumpriria com o prometido, afinal de contas, o herói é seu grande inimigo. Se haverão consequências para Tobias do que ele fez eu não sei, mas essa season finale promete vir com tudo, mesmo achando que será em alguns momentos uma lambança que só. Nesse meio tempo, Jennifer deixou de ser insuportável, algo que se tornou desde que descobriu seus poderes, e foi enfim útil para algo. Espero e muito que ela termine esse primeiro ano da série em ação, ao lado do pai e da irmã.

Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira

Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Isac Marcos 20 abril, 2018 at 12:47 Responder

    Muito bom seu apanhado desses episódios, mas “Não mexe com o bonde!” foi o melhor KKKKKKKKKKKKKKKK.
    A Anissa me surpreendeu muito, desde os momentos iniciais pela questão das lutas sociais/raciais e sua postura, inclusive quando questiona o pai/líder, ao momento em que assumiu o manto de Tormenta e se tornou uma das melhores sidekick de seriados de heróis.
    Aguardando sua crítica do episódio final (13)!

Post a new comment