Blindspot – 1×11 – Cease Forcing Enemy

385711

Imagem: Banco de Séries

Continua após as recomendações

Tá vendo essa expressão?? Ela tá te dizendo que se você tentar mexer com ela, vai se dar muito mal. Patterson é sem dúvidas uma das mais queridas personagens de Blindspot. Ela é completa e trabalha muito bem suas características a seu favor. Além de super inteligente, bonita, carismática e divertida, descobrimos que ela já teve aulas de pilotagem com o pai e consegue, a milhares de quilômetros de distância, pousar um avião com segurança. Quer mais o que de alguém assim? Simplesmente um amor de pessoa.

Continua após a publicidade

385712

Imagem: Banco de Séries

O episódio voltou ainda melhor do que sua primeira fase. Depois das consequências e mortes na primeira fase, voltamos o foco a Jane e suas tatuagens. Mais um dia e mais um mistério descoberto, só que dessa vez um pouco longe. Voando até o Mar Negro, nos deparamos com uma situação muito semelhante a um fato mundial de 2014. Um avião foi encontrado no episódio e minutos depois nossos agentes foram capturados. Impossível não relacionar ao incidente com o avião da Malasya Airlines que ainda se encontra desaparecido…

E então as coisas começaram a esquentar. Todos os agentes foram torturados e os passageiros, ainda vivos, são obrigados a trabalhar para os sequestradores. O plano principal incita a guerra entre EUA e Iraquianos, e a intenção dos bandidos é acabar com todo o banco de dados por satélite do governo americano. Não deixa de ser inteligente, mas eles esqueceram que Patterson trabalha para o FBI e não deixaria barato. Em meio a um pedido de afastamento, Mayfair vai contra o Inspetor Fischer e mostra que Patterson é uma excelente agente para ser descartada.

Todos são e salvos de volta a USA, mas Taylor ainda tem assuntos inacabados com seu passado. Lembra do cara que mostrou a ela uma gravação de sua eu do passado dizendo que tudo que tinha ocorrido era um plano? Ele procura nossa garota novamente e dessa vez vem com um pedido e algumas respostas. Tudo confirmado pessoal, Jane é Taylor Shaw. Um duelo entre sua organização e o FBI está quase se consolidando e vamos ver como as lembranças vão interferir na escolha de lados da garota.

Com um desenvolvimento bacana, arrisco dizer que este tenha sido um dos melhores episódios até o momento. Devemos relevar as loucuras das descobertas de tatuagens, exatamente na sequencia dos acontecimentos por todo o mundo. Queria saber como eles tem tantos dados sobre o que acontece ao redor do globo. Espero que eles possam diversificar um pouco o trabalho associado as pistas da tatuagens, para que não beiremos a uma monotonia futura.

Nenhum comentário

Adicione o seu

Tags Blindspot