Bloodline – 1×12 – Part 12

bloodline

Imagem: Arquivo pessoal

 

Dois momentos marcaram esse episódio que me deixaram sem saber o que falar:

1) Aquela reunião em família, onde John acha que Danny já está morto e, do nada, ele se materializa na cozinha com os outros, ocorre aquela discussão saudável – brincadeira, que coisa mais bizarra essa família. E termina com Sally, em um das cenas mais expressivas dela, dizendo: Meu bebê me odeia! Aos prantos. O momento em que uma mãe vê seu filho dizendo que a odeia, mesmo fingindo tanto tempo que amava, tenso demais.

Continua após a publicidade

2) O final claro, favor leiam a review do episódio 10, bem lá no finalzinho e me digam se vocês também estão com medo de mim! Eu estou. A conversa entre Danny e John foi super bem bolada, mesmo com os 323 F*CK que eles falaram, eu sabia que John estava decidido a acabar com a agonia toda de uma vez por todas, mas a cena do ato propriamente dito, eu fiquei de queixo caído. Deu até palpitações. Uma das melhores cenas que já vi para um final de episódio. E fiquei até com peso na consciência de ficar feliz com a morte do Danny – mentira, adorei!

Casamento da Meg, realmente, subiu no telhado, e se jogou de lá! Também, sei lá, que burra que ela foi. Se não quer, não case só pelos pais. Será uma boa ela ir para New York? Marco está danado da vida com os Rayburn que só mentem para ele. Danny ameaçou Meg novamente, mas agora ele estava realmente desesperado para recuperar as suas drogas e não ficar sujo com o Wayne. Tarde demais, já tem um capanga atrás dele. E o mais interessante acontece, quando John é enganado por Chelsea e deixa, permite, abençoa que o capanga vá lá no motel do Danny e mate ele. John sai de carro, vira as costas numa boa, fazia tempo que eu não via tanta frieza. Kyle Chandler andou fazendo um workshop com Dexter e Hannibal. Só que John não aguenta a situação toda, passa mal, pressão descontrola, até remédio ele toma. Será que ele vai aguentar a culpa? E Kevin, Meg, irão apoiar? Acredito que sim não é mesmo? Pelos flash forwards agora fica tudo mais claro.

Mais ainda bem que Danny é esperto, mas não imortal. Menos trabalho, agora ele não precisa mais estar no testamento. Foi encontrar e acertar as contas pessoalmente com Robert, só não sei se é no céu ou no inferno! Eric se danou, tentando acobertar seu melhor amigo e resolveu sumir do mapa por um tempo, todo quebrado. Só Chelsea mesmo para aturar as mancadas do Danny.

Repito, a última ceninha, os últimos minutinhos foram ótimos, perfeitos! Penúltima review dessa temporada. Muito feliz de estar acompanhado essa história com o Mix.

Tags Bloodline
Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

No comments

Add yours