Bloodline – 3×06 – Parte 29

Imagem: Rod Millington/Netflix/Divulgação

Se Bloodline era uma das minhas séries preferidas, desde o primeiro episódio lá em 2015, quando descobri que teríamos um grande júri no meio dessa terceira temporada saltitei de ansiedade. É verdade que assisto grande parte, se não todas, as produções jurídicas atualmente em exibição desde The Good Fight até uma versão satírica do gênero em Trial & Error. Em outras palavras, Parte 29 tinha de tudo para ser um dos meus episódios favoritos.

Imagem: Netflix/Divulgação

Continua após a publicidade

Minhas expectativas eram altas não só em razão da alta tensão criada até esse julgamento, mas também pelo fato desses showrunners (Glenn Kessler, Todd A. Kessler e Daniel Zelman) terem sido os responsável por Damages, uma das melhores produções jurídicas da década passada. Felizmente meus desejos não foram apenas atendidos como também nos trouxeram uma cena de tribunal implacável, robusta, dirigida brilhantemente e conduzida com muita qualidade e inteligência pelos atores envolvidos. Confesso, é de tirar o fôlego.

A virada de posição da Chelsea pareceu um tanto quanto rápida e pouco inteligente, muito apropriada para o momento que a história precisava dessa reviravolta para conseguir deixar o julgamento mais excitante. A atriz, felizmente, é capaz de interpretar qualquer coisa (visto sua participação em American Horror Story) e conseguiu fazer com que essa mudança fosse menos brusca e evidente. Acredito que teremos mais dessa metamorfose no próximo episódio, mas nada que dispensasse um desenvolvimento mais adequado.

Kyle Chandler é outro grande destaque desse episódio. É claro que posso estar falando o óbvio pois ele está nessa posição desde o piloto, mas quando sentou-se no banco das testemunhas nos mostrou o quão versátil ele consegue ser apesar das poucas falas e a tensão que transmitiu, com uma impressionante facilidade, ao telespectador.

O melhor episódio desta terceira temporada sem sombra de dúvida. Certamente será um daqueles que os produtores enviaram para o Emmy.

Tags Bloodline
Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours