Bloodline – 3×10 – Parte 33 [SERIES FINALE]

Imagem: Rod Millington/Netflix/Divulgação

Continua após as recomendações

É impressionante como que uma temporada tão curta pode contar tantas histórias, desenvolver tão bem alguns personagens, atingir o clímax com perfeição e encerrar uma série sem reviravoltas, invenções ou deslizes. Esse Series Finale não serviu apenas para concluir uma temporada e/ou uma serie, como também mostrar que Bloodline tinha muito o que nos contar, nos mostrar e nos fazer pensar em questões familiares e morais.

Continua após a publicidade

Imagem: Netflix/Divulgação

Seguido de uma análise impressionante da cabeça de John, o episódio começou com uma das piores indicações possíveis – o detetive estava arrependido dos seus crimes e queria compensar o sofrimento à família O’Bannon. Por um momento, confesso, considerei que os roteiristas seguiriam esse caminho moralista e jogariam um árduo trabalho de construção de personagem fora, felizmente nada disso aconteceu.

Kevin foi colocado no foco do Series Finale quando as investigações das tramoias de Roy Gilbert chegam até ele e ameaçam sua liberdade. Acuado o dono da marina recorre ao irmão mais velho para resolver seus problemas, que por sua vez considera, ou pelo menos é isso que pensávamos, entregar o irmão e fazer com que ele fizesse uma espécie de delação premiada para não ficar muito tempo preso.

A maneira como essa trama terminou foi uma das mais divertidas e apropriadas, há de pontuar. Entretanto, uma das minhas preferidas foi a cena entre Sally, Kevin e John. Outro grande momento para Sissy Spacek que dominou a sequência do início ao fim, com uma grande força, uma inteligência impressionante e uma capacidade única de emocionar apesar do cinismo.

Não entrarei no mérito em torno da qualidade, ou falta dela, desse episódio final. Todo Series Finale é motivo de discórdia entre os telespectadores, seja de FriendsHow I Met Your MotherLost ou Bones, mas acredito que a conclusão que os roteiristas nos trouxeram foi a mais apropriada e natural para uma história tão desafiadora e ousada como essa. A decisão antecipada da Netflix em fazer desta a última temporada ajudou os roteiristas a tornar esse final simplesmente memorável.

Vale lembrar que o serviço de streaming não tomou a decisão de encerrar Bloodline tão precocemente em razão de uma eventual falta de interesse dos assinantes, mas, sim, pela falta de cooperação do governo da Flórida. O executivo, com auxílio das duas casas do legislativo, controlada pelo partido Republicano, não renovou o pacote de incentivos fiscais à produção audiovisual, tornando o custo consideravelmente maior e forçando os canais/plataformas digitais a tirarem suas produções do estado. 🙁

Nenhum comentário

Adicione o seu

Tags Bloodline