Brasil e suas produções em série

Quando se fala de séries, é fácil lembrarmos de Hollywood e suas grandes produções. Mas talvez nós brasileiros, nos esquecemos que existem sim boas produções televisivas. São tão boas que, assim como os seriados norte americanos, os nossos também passam da tevê para o cinema. Confira alguns dos maiores sucessos tupiniquins:

Continua após as recomendações

 

1-      Confissões de Adolescente: Exibida pela TV Cultura entre os anos 1994 e 1996, a série relata o cotidiano de quatro irmãs adolescentes: Diana, Barbara, Natália e Carol, que têm diferentes personalidades, mas que acabam por descobrirem juntas as coisas da vida. Depois de alavancar a carreira da tão conhecida Deborah Secco (que interpretava Carol, a caçula na família) e ser passada pelos canais de tevê paga Nickelodeon e Multishow, 20 anos se passaram para então Confissões de Adolescente sair das telinhas para o cinema. Em uma versão, o filme traz para a juventude algo que dê identificação com a realidade.

Continua após a publicidade

 

confissoes de adolescentes

 

Depois de tanto tempo entre a transição série/filme alterações e atualizações foram feitas, afinal, século XXI, né people? Bom, o que seria de um filme sobre adolescentes se não tivesse todos os personagens ligados em todas as redes sociais?

Já quem era fanático pela vida das adolescentes da década de 90 e quer ver como ficou a transformação da série para um longa-metragem vai notar logo de cara que as personagens mudaram, sendo que o nome das irmãs versão 2014 são Tina (Sophia Abrahão), Bianca (Bella Carmero), Alice (Malu Rodrigues) e Karina (Clara Tiezzi), o que é uma ótima forma de se fugir daquela coisa de personagens imortais, mas com atores alternados…

 

2-      O Auto da Compadecida: Neste caso é uma minissérie. Adaptação da peça Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna (R.I.P), o projeto foi feito e transmitido pela Rede Globo em 1999, com Matheus Nachtergaele e Selton Mello como João Grilo e Chicó, além de grande elenco como Fernanda Montenegro (Nossa Senhora) e Marco Nanini (Cangaceiro Severino).

Dividida em quatro episódios de 40 minutos, a micro série foi o maior sucesso do canal aberto. Por isso, em 2000 foi feita uma compilação da série, que tinha outras histórias de Suassuna que foram cortadas, e foi diretamente para o cinema levando mais de dois milhões de espectadores. Um marco nos primórdios de Tropa de Elite.

 

O

 

Numa época em que imagens do nordeste e pobreza andavam de mãos dadas nas histórias cinematográficas nacionais, O Auto da Compadecida abrange uma cultura diferente das grandes metrópoles, mas com humor. E, depois de tanto tempo, se mostra atual e ainda cativante para um público que desconhece tal obra. Certamente Gael Arraes e sua equipe acertaram em cheio.

 

3-      Os Normais: Os noivos Rui (Luis Fernando Guimarães) e Vani (Fernanda Torres) eram os protagonistas do seriado, que estreou na Rede Globo em 2001 nas noites de sexta-feira.  Contando a trivialidade de um casal normal de uma forma engraçada, Os Normais teve três temporadas e contou com diversos atores convidados. Acabou em 2003 com os roteiristas Alexandre Machado e Fernanda Young achando que o formato do programa não estava mais funcionando. Porém, no mesmo ano foi lançado o longa-metragem, que mostra como Vani e Rui se conheceram. Já em 2009 a dupla de atores volta para as telonas para contracenar Os Normais: A noite mais maluca de todas.

 

os-normais

 

De todas as produções citadas até aqui, Os Normais parece ser uma das que menos chama a atenção. Com muito apelo sexual, mais do que o habitual da série, os filmes tentam forçar algo que antes era natural.

 

4-      Divã: Inspirado no romance de Martha Medeiros, Divã traz Lilia Cabral como Mercedes: uma mulher com a vida perfeita, que em certo ponto da sua vida decide procurar um psicanalista, por pura curiosidade. A partir deste momento sua vida muda. Num enredo que traz drama e comédia, Divã levou 1,5 milhão de pessoas para os cinemas em 2009. Por tal sucesso, dois anos depois a vida de Mercedes foi levada ao grande público, pela Rede Globo, em formato de micro série de oito episódios com 40 minutos cada.

 

Divã

 

Sempre atraindo mais e mais público, a trama ganhará continuação nos cinemas, que tem estreia prevista para o dia 8 de janeiro de 2015. Contudo, os fãs de Lilia Cabral não ficarão felizes, pois a atriz não estará no longa. Em entrevista, Cabral afirmou que a história de Divã 2 “não tem nada a ver com o original”. Como no Confissões de Adolescente, aqui acontece a mesma coisa: troca o elenco, constrói outro enredo, mas em cima das mesmas bases que conquistaram os fãs.  Por enquanto, o que se sabe é que os atores Vanessa Giácomo, Marcelo Serrado e Rafael Infante farão parte desta nova fase do projeto. Agora só nos resta esperar para ver o resultado.

 

5-      Se Eu Fosse Você: Filme estrelado por Tony Ramos (Claudio) e Gloria Pires (Helena), conta a história do casal que troca de corpo: Helena está no de Claudio e vice-versa. Lançado pela Globo Filmes em 2006, o longa-metragem teve mais de 3,5 milhões em bilheteria, sendo o filme nacional mais assistido naquele ano. Com esse grande sucesso em mãos, a Globo Filmes em 2009, resolveu então fazer a continuação do Se Eu Fosse Você, que chegou ao topo da lista dos filmes mais assistidos das últimas duas décadas, com 6,1 milhões de espectadores, sendo abatido apenas pela criação de José Padilha, Tropa de Elite 2.

 

Se Eu Fosse Você

 

Quatro anos se passaram e veio a ideia de transformar o longa em série. Dessa vez com Paloma Duarte e Heitor Martinez como protagonistas. Entretanto, voltamos com aquela história de apenas deixar o nome da franquia e a ideia inicial do projeto, mas mudando a trama, com personagens e histórias diferentes. Neste formato, o roteiro fala sobre duas pessoas (Heitor e Clarice) que se odeiam, mas que depois de uma noite de bebedeira terminam juntos e ao acordarem estão com os corpos trocados. A trama, que ganhou 13 episódios na primeira temporada, teve tanta audiência para o horário que recentemente foi renovada para a segunda temporada.

 

E então? Quais séries brasileiras que estiveram no cinema você gosta? Esquecemos de alguma bacana? Conta aí!

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours