Cartão Postal – Todo Mundo Odeia o Chris

Logo_Chris

Cartão Postal dessa semana viaja até a Nova York dos anos 80 para falar de uma série queridinha dos brasileiros: “Todo Mundo Odeia o Chris”. A coluna vai mostrar como era o bairro de Bed-Stuy durante os anos 1980, período no qual a série se passa.

A Série

Continua após a publicidade

“Todo Mundo Odeia o Chris” (“Everybody Hates Chris”, em inglês) se passa entre os anos de 1982 e 1987 (a série teve 4 temporadas) e foi transmitida pelas redes americanas UPN (1a e 2a temporadas) e The CW (3a e 4a temporadas) e é baseada na adolescência do comediante Chris Rock. Na série, Chris e sua família, composta por seus pais e mais dois irmãos mais novos, se mudam para o bairro de Bedford-Stuyvesant, em Nova Iorque. Com bastante humor, cada episódio retrata a trajetória de um adolescente vivendo numa das regiões mais perigosas da cidade.

Brooklyn

O Brooklyn é um dos distritos (Boroughs, em inglês) da cidade de Nova Iorque, sendo o mais populoso entre eles. O distrito é conhecido por sua riqueza cultural. Muito dessa riqueza cultural se deve aos diversos grupos étnicos que vivem por lá.

Visão de Brooklyn

Visão de Brooklyn a partir do East River. Imagem: Wikimedia Commons.

 

Mapa Nova Iorque

Mapa de Nova Iorque.

Bedford-Stuyvesant

Também conhecido como Bed-Stuy (termo bastante usado na série), é um bairro localizado dentro do distrito do Brooklyn (número 3 no mapa abaixo). Assim como na série, foi o bairro onde Chris Rock passou boa parte de sua adolescência. Sua população é composta majoritariamente por trabalhadores negros (cerca de 70%) e latinos (cerca de 15%). O crescimento populacional se deve, em boa parte, à chegada de pessoas vindo de outras regiões. Dentre elas, destaca-se a grande chegada de afro-americanos durante os anos de 1920 e 1930 e de latino-americanos vindos da América Central e México mais recentemente. Houve, também, uma grande migração de trabalhadores vindos do Harlem, bairro de Manhattan, em busca de melhores condições de trabalho e moradia.

Mapa do Brooklyn

Mapa do Brooklyn.

Assim como é retratado na série, durante a segunda metade do século XX, a região ficou marcada por altos índices de violência. Além de assaltos e assassinatos, o elevado crescimento do consumo de drogas marcou Bed-Stuy. Entre elas, destacam-se o consumo excessivo de heroína nos anos 1960-1970 e de cocaína a partir dos anos 1980. Na música “You May Be Right” do cantor americano Billy Joel, pode-se observar o medo em caminhar pelo bairro quando o cantor diz “Eu estive preso na zona de combate. Eu andei em Bedford-Stuy sozinho”. Nas últimas décadas, a região tem passado por melhorias em sua segurança em prol de diminuir as taxas de crimes e garantir uma melhor qualidade de vida a seus moradores.

Além de Chris Rock, outros famosos têm ligação com o bairro. Entre eles, o rapper Jay-Z e a atriz Gabourey Sidibe (a Queenie de American Horror Story: Coven). Jay-Z, inclusive, fala da região em sua música “Gotta Have It”.

Avatar

Matheus Ronconi

Paulista, nerd, viciado em séries e fã do Rei Leão e do Homem-Aranha. No Mix escrevo sobre The Big Bang Theory e Star Trek: Discovery.

No comments

Add yours