Chicago Fire – 4×04 – Your Day Is Coming

Chicago-Fire

Imagem: Arquivo Pessoal

Continua após as recomendações

 

Que episódio maravilhoso! Adoraria que toda semana fosse assim, carregada de impacto emocional que nos deixa embasbacados, quando os créditos aparecem. Chicago Fire contou com mais uma ótima semana e só sei sentir a dor de Dawsey. Que situação chorosa, né?

Continua após a publicidade

Por mais que meu íntimo soubesse que essa gravidez não iria para frente, como se contentar com esse salto interrompido tão cedo na vida desses dois? Isso é o que me deixou meio frustrada, pois sou traumatizada com a superficialidade de algumas storylines desde a S3.

Contudo, coisas boas podem vir dessa perda, como o fortalecer de Dawsey. Gabby perdeu o bebê, e Casey passou por um recente trauma ao ser quase assassinado (e por ter visto Katya ser morta a sangue frio). Deu para sentir neste episódio que o golpe os mudará de um jeito positivo, pois seria desagradável demais vê-los distantes em um momento tão delicado e ao mesmo tão crucial tendo em vista o que construíram até aqui.

Essas emoções se embrenharam perfeitamente nos outros desdobramentos deste episódio e contribuíram para intensificar o desconforto de cada personagem que nada poderiam fazer a não ser esperar. Daquele jeito familiar que faz todos se unirem por uma causa comum. Foi lindo!

Além disso, Dawsey foi o norte da trama e elencou alguns destaques. Herrmann me deixou aos prantos com aquele discurso maravilhoso. Patterson que, pelo visto, se tocou que aquele Batalhão é muito mais que um local de trabalho e espero que a descoberta o faça um cidadão melhor. Inclusive Severide que também ganhou seu tempo de tela e se saiu como o grande herói ao ter um chamado bem-sucedido (e belíssimo) e por ter ajudado Duff.

Ainda estou passada em saber que Duff foi o traidor da semana. Por ser brother do Severide, jamais cogitei que rolaria uma apunhalada. Ou quase, porque o personagem se redimiu, mas terá que lidar com as consequências de ter ajudado Maddox. Por incrível que pareça, tenho a sensação de que esse caso não durará muito. Não sei vocês, mas só o fato de Kelly ter aqueles arquivos, daria tudo como concluído.

Quero só ver se prolongarão mais um pouco o chamado que virou uma bola de neve, pois, sinceramente, está bom demais para chegar ao fim. E adoraria ver Jamie saindo do eixo.

Para concluir, vale uma ressalva sobre Will Halstead. Nunca comento sobre o papel do elenco de Med, mas, dessa vez, preciso deixar um recadinho. Afinal, a outra irmã está perto de se apresentar e só tenho a dizer que foi demais ver esse personagem mostrando um pouquinho do que esse universo será feito.

Não que seja uma novidade por ser uma série médica, mas imaginar como cada um correrá por aqueles corredores só aumenta a curiosidade para ver o babado completo. Falta pouco!

Agora, vamos ver como Severide lidará com as provas do incêndio e como Dawson se restabelecerá. Já estou preparando um novo balde de lágrimas.