Chicago Fire – 4×11 – The Path of Destruction

Imagem: TVAfterDark/Divulgação

Imagem: TV After Dark

 

Depois de um crossover massacrante, com Herrmann ficando entre vida e a morte, estamos de volta com Chicago Fire.

Esse episódio nos trouxe o retorno de Christopher, com a devida preocupação de Cindy. Ela sente muito o fato da profissão do marido ser de risco, e ser um pouco mais superprotetora é necessário para ela aceitar o retorno dele, mas ainda assim deixando-o livre para superar o trauma de ser esfaqueado por alguém que poderia ser da “família 51”.

Continua após a publicidade

Aliás, família essa que tem ótimos jeitos de surpreender um irmão que esteve por um tempo de fora da rotina. Admito, fiquei com uma pena do Herrmann quando viu que não tinha aquela recepção grandiosa que ele imaginava. A expressão da surpresa depois de descobrir que era uma armação e tinha sim uma recepção à altura dele foi impagável.

Cruz está tentando, de alguma forma, “compensar” a atitude de Freddie, porém Herrmann não está muito interessado. Esse é o problema do Cruz, ele é insistente e tenta consertar o erro quando não precisa. Esse é um defeito do personagem, ele acaba se tornando um pedante, sempre tentando consertar o que não foi ele o culpado.

Imagem: TVAfterDark/Divulgação

Imagem: TV After Dark

O episódio, apesar de não ser inteiramente centrado no Herrmann, mostrou a reação do bombeiro quando um tornado chega à Chicago e atinge o seu bairro, onde Cindy está com seus filhos. Isso trouxe a dose de instabilidade que Herrmann teve que lidar no seu retorno. Notamos que ele ainda não está com seu psicológico 100%, e isso pode ser problema nos próximos episódios, ou não.

O tornado chegou e com ele trouxe uma sequencia de ótimas cenas. A cenografia e os efeitos especiais trabalharam muito bem, apesar de uma destruição de tornado não ser nem 10% daquilo. Mas para representar, foi ótimo.

Otis, que era tão legal nas primeiras temporadas, está se tornando um chato. Não shippo Brett e ele de jeito nenhum, e não entendo o porquê dele continuar a forçar a um encontro com ela. Mas Dawson, sabiamente, dará dicas para ele tentar se aproximar de uma mulher. Espero boas histórias.

Enfim, Chicago Fire segue uma regularidade bem interessante. Neste início de temporada, foram poucos os episódios que tivemos o sono que tivemos na terceira temporada. Dick Wolf e Matt Olmstead estão de parabéns por corrigir os erros da temporada passada, e trazendo novidades essenciais para o decorrer dos plots.

O próximo episódio coloca a gente em uma sinuca de bico: será que Casey conseguiu sair a tempo da casa? Segue a promo:

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=RNENhrm6Z3Q[/youtube]

 

PS.: Perdi a conta de quantas mulheres o Severide já pegou. E essa policial vai ser mais uma.

PS 2.: Chilli já ultrapassou a cota de chatice. Até o Chout consegue ser mais legal que ela. Não aceito, ela que era tão legal no início, agora tá um porre!

PS 3.: Mouch, você não fez nada errado, be cool, man! o/

Ana Maria de Oliveira

Ana Maria de Oliveira

Jornalista e uma decepção como digital influencer e youtuber. Desde 1993 sendo trouxa e shippando quem não deve. Aqui no Mix de Séries é editora e tradutora de notícias e escreve reviews de The Last Ship e The Rookie.

No comments

Add yours