Chicago Fire – 4×15 – Bad For the Soul

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Banco de Séries

Continua após as recomendações

 

Mais um episódio que nos mostra a estabilidade de Chicago Fire depois de um terceira temporada bem meia boca. Em Bad For the Soul tivemos doses homeopáticas de tretas.

Continua após a publicidade

Casey está pisando em um terreno perigoso ao se candidatar a vereador. Vai enfrentar inimigos poderosos, e já acho que ele tenha cometido um enorme erro “confiando” em Rich Corbin. Ele cheira tão mal quanto Becks, e pra mim, essa candidatura vai dar muito o que falar.

Squad 3 teve um chamado bem tretoso também. Foram atender a um bombeiro do 21º Batalhão, que caiu da escada e teve a perna “empalada” por uma parte do caminhão. De longe senti a torta de climão dentro do batalhão, e confesso que achei o tenente Richter culpado. Afinal, o cara que está pegando sua ex-mulher convenientemente cair enquanto você está fazendo um tubo aéreo não tenho a menor ideia do que é esse treinamento é muita aleatoriedade. Mas vemos que McCormick tem o mesmo problema que Mills teve, com a lesão auditiva interna, perdendo o equilíbrio. Achei demais o fato do pessoal não esquecer do Mills.

Aliás, falando em Mills, outra situação que ocorreu com o personagem voltou a ocorrer no Batalhão. Com o remanejo de bombeiros que tiveram seus batalhões fechados, Truck 81 receberia outro bombeiro, com o ônus de ter que dispensar Jimmy, pois não teria mais espaço para o mesmo. Porém, Boden é pai celestial, príncipe da paz, e para não deixar Jimmy sair do 51º, ele conseguiu remanejar os paramédicos, colocando o aspirante como parceiro de Brett no Truck 81, substituindo Ogle, o cara mais ranzinza e chato ever. Adorei isso, seria uma pena deixar um personagem tão rico do Steven R. McQueen.

A chegada de Stella Kidd, nova companheira de batalhão, promete inflamar a Truck, que agora está com duas mulheres, e provavelmente levará Herrmann e Otis a loucura.

Repetindo o que disse no parágrafo de apresentação, é mais um episódio estável de Chicago Fire. Na altura da temporada, a série tem essa característica de dosar momentos explosivos e intensos com momentos mais calmos e verborrágicos, porém necessários.

A promo do próximo episódio, “Two D’s” está aqui embaixo e vocês podem julgar o quanto quiser, mas não dá pra afirmar que a série não é uma das melhores produções do Dick Wolf:

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=2kipMiV-FKQ[/youtube]

 

PS.: Mas seria muito estranho se Severide não tivesse pegado a Kidd, né?

PS2.: Cruz continua se metendo aonde não deve. Impressionante.

PS3.: Feliz pois deram mais do que quatro falas para o Randy Flager, que interpreta o Capp.

PS4.: Shippo mais Jimmy e Brett do que Otis e Brett. Vlw flws.

Ana Maria de Oliveira

Ana Maria de Oliveira

Jornalista e uma decepção como digital influencer e youtuber. Desde 1993 sendo trouxa e shippando quem não deve. Aqui no Mix de Séries é editora e tradutora de notícias e escreve reviews de The Last Ship e The Rookie.

No comments

Add yours