Chicago Fire, 9-1-1 e mais: as campeãs de audiência na temporada 2020

Chicago Fire e 9-1-1 foram as vencedoras da temporada

Chicago Fire e 9-1-1 se destacaram entre as séries mais assistidas da temporada

Os fãs de séries como Chicago Fire e 9-1-1 têm muito o que comemorarem! Afinal, elas ficaram entre as atrações mais assistidas da TV.

Se você está perdido no calendário da televisão americana, vamos estabelecer alguns fatos: A Midseason (começo de 2020) terminou recentemente, e estamos na Spring Season (entre abril e junho) e a Summer Season (a partir de junho) aparece no horizonte. Sendo assim, nós trouxemos algo que adoro escrever: uma coluna com muita análise, opinião e números.

Quais foram as séries que se destacaram nos meses que passaram e quais foram aquelas que afundaram? Nesta análise abaixo, trago comentários sobre a audiência, assim como a qualidade dos lançamentos. Esquecemos de alguma coisa? Comente e me diga o que faltou ser incluído (ou excluído).

 

Continua após a publicidade

Vencedores da temporada 2020

– Franquia Chicago (Chicago Fire, Med e PD)

Chicago Fire venceu a temporada 2020

Imagem: Divulgação/NBC

Como de costume, a franquia Chicago figura na lista dos destaques da temporada. Seja Chicago FireChicago Med ou Chicado P.D. todas as séries continuam não só registrando números respeitáveis em meio a um mar de quedas e baixas, como também apresentando crescimentos. O bloco de quartas-feiras da NBC é um dos mais sólidos atualmente na televisão, apresentando pouquíssimas variações.

Além disso, as três séries atraíram, em média um público total entre 07 e 08 milhões de telespectadores semanais, mantendo o telespectador fidelizado das 20h às 23h todas as quartas. É bem verdade que as três apresentaram quedas de uma temporada para outra: Chicago Fire (-2.73%), Med (-3.67%) e P.D. (-1.27%).

Contudo, lembro ao telespectador que Manifest terminou seu segundo ano com uma queda de 45.29%, sem contar This Is Us (-26.64%). Solidez, lembro, é um dos principais trunfos na televisão hoje em dia, principalmente no que se refere a televisão aberta.

 

– Franquia 9-1-1

Midseason 2020

Imagem: Divulgação/FOX

Outra série que pouco me surpreende por aparecer aqui é 9-1-1 e sua nova série derivada, 9-1-1: Lone Star. Elas continua impressionando na Fox, semana após semana, mantendo números altos, atraindo novos telespectadores e surpreendendo até mesmo os pessimistas.

A série derivada fechou seu primeiro ano com sólidos 1.2 no demográfico alvo, além de respeitáveis 6.30 milhões de telespectadores. Enquanto isso, a série original vem desafiando o senso comum completamente.

Até o momento, o drama está com 1.39 no demo e 6.82 milhões de telespectadores, uma alta de 1.63% e 12.10%, respectivamente, em comparação com o ano anterior. É algo único em tempos como esse, então é sim, notável e digno de comemoração.

 

Grey’s Anatomy ainda resiste

Grey's Anatomy, Greys Anatomy

Imagem: ABC/Divulgação

Embora tenha tido uma queda de 18% entre uma temporada e outra, Grey’s Anatomy ainda é a série mais vista da ABC, retendo 6.2 milhões de espectadores semanais com demo 1.2. O feito mais curioso é que, em milhões, sua derivada Station 19 conseguiu consolidar 6.5 milhões semanais (mais do que Grey’s), embora a demo tenha marcado 1.08. Com isso, entendemos que o público gosta mesmo é de uma franquia, visto que tanto na NBC, quanto FOX e a ABC, as séries com universo compartilhado predominaram.

 

A temporada em números

Na NBC, This Is Us conseguiu manter uma média de 6.9 milhões de espectadores (demo 1.4); já a Franquia Chicago manteve 8-9 milhões, com vitória para Chicago Fire com demo 1.1. Outras séries que se destacaram: New Amsterdam (5 milhões e 0.7 de demo), Manifest (3.8 milhões e 0.6 de demo), Law & Order SVU (3.6 milhões e 0.6 de demo) e The Blacklist  (4.7 milhões e 0.5 de demo).

Na CBS, NCIS obteve 11.6 milhões e demo 1.1, FBI com 9 milhões e 0.8 de demo, e Mom com 6.2 milhões e 0.7 de demo. Ainda se destacaram, FBI Most Wanted (7 milhões e 0.7 de demo) e NCIS LA (6.3 milhões e 0.6 de demo).

Na ABC, Grey’s Anatomy e Station 19 foram as vencedoras com média de 6 milhões e demo 1.1. The Good Doctor é o terceiro drama mais visto com 5.8 milhões (demo 0.8), seguido de A Million Little Things (4.1 milhões e demo 0.7) e The Rookie (4.3 milhões e 0.6 de demo).

Ainda tivemos na FOX (além de 9-1-1 citada acima), a série Prodigal Son (3.3 milhões e 0.7 de demo) e The Resident (4.2 milhões e 0.7 de demo).

 

Perdedores da temporada 2020

– Quibi

Midseason 2020

Imagem: Divulgação

Meu editor pediu para falar apenas de séries, mas seria irresistível não citar o novo streaming no pedaço. Desenvolvido como o ‘futuro’ do gênero, a ideia da nova plataforma era simples: oferecer conteúdo que pessoas, a caminho do trabalho ou dos estudos, pudesse assistir.

Episódios com pouca duração (de 10 a 15 minutos), além de um grande, repito, grande número de estrelas. Chris Hemsworth, Chrissy Teigen, Chance The Rapper, Titus Burgess, enfim. Apelo popular não faltava para atrair aqueles que, assim como eu e você, não perdem nada.

O problema é que veio a pandemia do novo Coronavírus e grande parte dos possíveis assinantes estavam (e alguns ainda estão) em casa. Porque assinar algo assim, se temos Tiger King La Casa de Papel na tela grandiosa da sala? Essa foi uma das razões, provavelmente, que Quibi não empolgou no lançamento. Teve baixa repercussão na primeira semana e muitos assinantes reclamaram que ainda não tinha opção de assistir pela TV, o que é um problema. Semana passada que tal problema foi corrigido.

Outro problema que os executivos terão que enfrentar? Um processo de roubo de patente financiado por Elliott Management. E se você acha que isso não é um problema, pergunte ao governo da Argentina o que Elliott Management é capaz de fazer.

 

– Veteranos sem sorte

Midseason 2020

Imagem: Divulgação (04)

Se tem algo que eu gosto, e muito, são atores veteranos na televisão. E essa temporada tinha sua boa quantidade de ‘grandes nomes’, tais como Edie Falco (em Tommy), Patricia Healton (em Carol’s Second Act), Bradley Whitford (em Perfect Harmony) e Fran Drescher (em Indebted).

Infelizmente nada funcionou e eles espantaram público. No caso das duas primeiras, é importante lembrar, já foram canceladas pela CBS. Ambas as séries foram anunciadas com certo prestígio, afinal, trazia à frente duas atrizes consagradas, premiadas e altamente bem pagas.

Eddie Falco não encontra um sucesso desde a conclusão de Nurse Jackie em 2015. Patricia Heaton, por sua vez, estava no seu primeiro projeto desde a conclusão de The Middle. Esperava-se que ela encontrasse um projeto logo, mas aparentemente será mais árduo.

No caso de Bradley e Fran, as situações foram um pouquinho piores. Perfect Harmony despediu-se do público com uma média de 0.42, apesar das boas críticas que recebera, enquanto a produção estrelada por Fran Drescher faz ainda piores 0.35.

 

Bluff City LawEmergence

Midseason 2020

Imagem: Divulgação

Tanto Bluff City Law quanto Emergence chegaram com muita pompa. Enquanto uma se tornaria o primeiro sucesso jurídico da NBC em anos, a outra salvaria a ABC de morrer de forma trágica no horário da terça-feira das 22h. Nenhuma das duas cumpriu sua missão. Com uma recepção medíocre da crítica, ambos os dramas foram incapazes de gerar burburinho e registrar números satisfatórios de audiência.

Bluff falhou na tarefa de capitalizar na audiência do The Voice, saindo do ar rapidamente semanas depois. Já a série estrelada por Allison Tolman começou bem, mas foi perdendo público num ritmo impressionante semana após semana, terminando seu primeiro ano com uma média esquecível de 0.49.

– A situação da FOX nos Estados Unidos

Todos sabíamos que o primeiro ano do canal após a venda da 20th Century Fox para Disney seria difícil. Mas ninguém esperava tantos problemas. Flirty Dancing era um ambicioso projeto de reality show. A produção tinha conseguindo tirar Jenna Dewan de World of Dance e a proposta era curiosa: casais em potencial se conheciam através da dança. O problema é que o programa fundou em proporções épicas na audiência. Estreou com 1.0 no demo, mas caiu para 0.4 na semana seguinte, desabando algo em torno de 60%. Não se recuperou, muito pelo contrário. Terminou sua primeira temporada com 0.20 e com uma média de 0.41. Triste, não é mesmo?

Midseason 2020

Imagem: Chuck Hodes/FOX

O mesmo pode-se dizer de Almost Family, uma tentativa frustrada de criar ‘a nova This Is Us‘. O problema é que, antes mesmo de ser um desastre de audiência, a série era bastante polêmica (com razão). Os criadores foram acusados de romantizar um crime, uma vez que a proposta central da série era de mostrar um homem que tinha fertilizado, com o próprio sêmen, centenas de óvulos. Além disso, durante a exibição do primeiro ano do drama, Timothy Hutton foi acusado por uma série de mulheres de criar um ambiente tóxico de trabalho. A resenha da USA Today foi precisa – ‘Almost Family é um completo desastre que normaliza um crise horrível‘.

Outro drama que figura na lista é Empire, que despediu-se sem um final em virtude da pandemia do novo Coronavírus. A última temporada sem um Series Finale preciso? Parece um desastre, mas que em tempos difíceis entende-se a situação. O problema é que a FOX sequer se comprometeu em encomendar um telefilme para próxima temporada no intuito de  fazer a amarração final.

Em agosto estaremos de volta, nesse mesmo local e mesmo horário, para discutir quem se destacou, e quem afundou, durante a Summer Season de 2020.

 

E então, o que achou do balanço? Sua série favorita foi a mais assistida? Conte pra gente nos comentários. Além disso, continue acompanhando todas as novidades do mundo das séries aqui no Mix de Séries.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours