Chicago Justice – 1×07 – Double Helix

Imagem: NBC

Continua após as recomendações

Começamos essa review justamente falando de Laura Nagel, parceira de investigação da promotoria com Antônio. Confesso que não dava nada por ela. Antônio, todos já sabem. Stone e Ana já mostraram seu potencial, mas eis como um episódio pode mudar as impressões.

Continua após a publicidade

O episódio foi focado em Laura. Falou sobre os problemas de vício do seu pai e também sobre os seus vícios que acabaram afetando a solicitação e guarda compartilhada da sua filha. Foi bem interessante as questões levantadas em relação ao vício, que poderia ser elevada em conta a genética. Afinal, ela poderia estar com sua família, caso o mesmo não existisse. Não acham?

Stone, como sempre, teve um argumento convincentemente convencendo o júri. Foi um caso que me fez pensar bastante na justiça e nas leis. Francamente, como o juiz deixou a defesa ir tão longe quanto neste caso? Mas justiça seja feita, o assassino em série de mulheres foi punido e, ao que tudo indica, levará de presente uma pena de morte graças à esperteza de nosso promotor.

A conclusão do episódio foi bem interessante. Após revelada a verdade que a mulher de fato matou a “amiga” grávida e o bebê dela, Peter, através das investigações do caso, consegue fazer com que os crimes cometidos pelo pai da moça sejam julgados e o principal, consegue fazer com ele seja condenado. Stone realmente sabe destruir no tribunal. Não chega a ser uma Annalise (How to Get Away With Murder) da vida, , gente, mas tem suas proezas.

Sobre a série, vários questionamentos sobre a sua identidade na franquia ainda pairam no ar, mas sinceramente acreditam que ela possa tomar forma como vem fazendo aos poucos. É esperar para ver…

E ai? Gostaram do episódio? Deixem suas impressões.

A seguir segue a promo do próximo  episódio para vocês curtirem aqui no Mix! Abraços e boa semana. 😀

No comments

Add yours