Chicago Med – 1×06 – Bound

Chicago Med 1x06

Imagem: NBC

 

Nervos à flor da pele e emoções em alto nível. Podemos assim descrever a melhor para no Chicago Medical Center até aqui. Se Dick Wolf já nos havia brindado com episódios fantásticos em Chicago Fire e Chicago P.D., chegou a vez de Med brilhar e ser o destaque da semana.

Para começar, um caso de dois irmãos clandestinos que se acidentaram em um acidente de avião agitou a vida do Dr. Rhodes, quando ele descobre que a garota na verdade estava sendo vendida pelo pai que é narcotraficante, e o irmão havia ido resgatá-la. O rapaz acaba não sobrevivendo, e a garota presa. Foi massa ver o envolvimento de Rhodes com estes pacientes, e tenho notado que sempre “compra a briga” de quem está tratando. Até quando se envolver demais é bom? Inclusive, descobrimos mais sobre o seu passado, e fiquei surpreso ao descobrir que sua mãe se matou. Aliás, falando nisso, a ala de psiquiatria em homenagem à sua mãe foi inaugurada, mas os atritos com seu pai só crescem. Afinal, o que realmente existe entre eles?

Continua após a publicidade

Will e Rhodes ainda continuam se estranhando e eu não entendo a insistência de Halstead em questionar o rapaz. O personagem está começando a ser taxado de arrogante por conta disso, e com razão. Está na hora do ruivo começar a pegar leve com esses questionamentos.

Fiquei muito emocionado com a história do garotinho diagnosticado com Doença de Krabbe, uma doença autossômica que deixa a criança em estado vegetativo. Foi muito triste ver os familiares receber o diagnóstico, e muito emocionante o garotinho lidando com situação. Ele comemorou por ter mais cinco anos de vida e ter tempo para tomar sorvete e ensinar o irmão a amarrar os cardaços. Foi de partir o coração. Interessante também foi ver a Dra. Reese aprendendo com Dr. Charles como contar a notícia para os pais. Ser médico é lidar com esta pressão o tempo inteiro, e como o psiquiatra mesmo disse, “só fica pior”.

As atenções voltaram-se também para Nat, que finalmente teve seu bebê. O parto foi um pouco complicado, mas tudo acabou dando certo no final. O bebê nasceu saudável, mas agora a sua sogra está rondando. Concordo com ela em partes, quando ela indagou a Will sobre o que ele queria com a moça, uma vez que fazia apenas sete meses da morte de seu marido. Mas poxa, já é nosso shipp #Manstead, e queremos eles juntos para ontem. Por favor, Dick Wolf, nunca te pedi nada.

Palmas, palmas e mais palmas. Terminei este episódio de Chicago Med orgulhoso da série que Dick Wolf trouxe para a franquia Chicago. Bem dirigido, com histórias que prenderam o espectador do início ao fim. Continue assim, que a série pode um dia tirar o título de P.D. de melhor série da franquia.

 

P.S.: A história do Dr. Choi foi até sentimental, mas achei a única meio “vamos colocá-la aqui apenas para criar mais uma emoção”. Foi rápida e sem muita profundidade, mas serviu para mostrar mais uma vez, como as coisas podem acontecer de uma hora para outra – incluindo ser atendido por um tombo de bicicleta de manhã e morrer baleado a noite.

P.S. 2: Semana que vem, Will terá uma prova de fogo quando um assassino chegar ao Chicago Med como seu paciente. Alguém ansioso?

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=wq7ovD2eyoY[/youtube]

 

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

1 comment

Add yours

Post a new comment