Chicago Med – 2×14 – Cold Front

Imagem: NBC
Imagem: NBC

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Semana tensa no Chicago Medical Center. Vários dilemas e dramas foram enfrentados com a grande tempestade de neve na cidade de Chicago. Nossos médicos foram obrigados a enfrentar a falta de insumos básicos para sobrevivência para conseguir salvar seus pacientes, como a falta de sangue e equipamentos hospitalares, já que a cidade estava com seus acessos bloqueados.

Continua após a publicidade

Vários casos me chamaram a atenção, como o dilema enfrentado por uma mãe que devido à falta de sangue teve que escolher entre salvar seu filho e seu sobrinho. Situação muito tensa e inimaginável. Vendo todo aquele drama, os médicos optaram por escolher o paciente com a maior chance de sobrevivência, mas Dr. Manning teve uma boa ideia e fez com que os parentes das vítimas presentes no hospital  e médicos fizessem doação de sangue para suprir a necessidade do hospital.

Continua após publicidade

Como disse, foi um plantão bem tenso, com direito a cesariana de emergência em uma das salas do PS feita pelo Dr. Rhodes, além de paciente psiquiátrico forjando a “própria” morte na tentativa de obter atenção de Dr. Charles, já que devido ao grande fluxo, existia uma triagem de atendimento para casos de emergência devido ao engavetamento ocorrido durante a nevasca.

Esse caso de Dr. Charles me chamou atenção. Afinal, nunca vi o psiquiatra bravo na série, essa foi a primeira vez. O paciente “encheu” tanto seu saco que acabou ganhando de presente uma internação involuntária de 72 horas e um “cala a boca” que até Rheese se surpreendeu. Aliás, devido ao grande fluxo de pacientes, Rheese deu uma “mãozinha” ao médicos do PS. Nessa hora lembrei-me dos velhos tempos de Rheese já que agora ela é da psiquiatria. Saudades!!!

Continua após publicidade

Outro ponto importante que chamou a atenção no episódio foi a frieza e o calculismo de Dr. Latham ao tomar as decisões necessárias para o salvamento das vítimas. A desocupação de salas de cirurgias de casos não emergenciais, da liberação dos equipamentos de pacientes no “leito da morte” com intuito de salvar outros pacientes. Já comentei nos episódios anteriores que seu personagem na série está em constante evolução e certamente é um dos acertos dessa temporada. Dr. Rhodes, inclusive, elogiou suas decisões durante todo o dia conturbado mostrado no episódio.

Volto a reiterar, um dos melhores episódios da série até agora, carregado com alta carga de drama e tensão como tem que ser uma  série médica. Quanto aos relacionamentos, nesta semana não tivemos nenhum momento, até porque o foco realmente foi no acidente. Que os próximos episódios sigam na mesma “pegada” e que finalmente a chama entre Will  e Natalie finalmente ascenda. Será? Vamos torcer!

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

[spacer height=”10px”]

P.S.: O que fazer com Wheeler??? Sinceramente não sei o que ele está fazendo no hospital…

[spacer height=”10px”]

Gostaram do episódio de Chicago Med? Confiram aqui no Mix a promo do próximo episódio:

[youtube] https://youtu.be/H7PmCpvFSLA [/youtube]