Chicago PD – 2×04 – Chicken, Dymamite, Chainshaw

cpd2042

Continua após publicidade


Está chegando um momento em Chicago PD que não sabemos o que vem, olhando apenas a promo. Falei na última review que a série a partir de agora tinha que começar a sambar bonito para não ficar maçante. Mas nesse episódio, ela começou a ter cãibras na panturrilha e desacelerou o ritmo um pouco. O episódio foi bom? Claro, como não ser. Mas foi um pouquinho maçante, com leve frustração que obtive com o caso. A filha de um vereador da cidade, juntamente com sua melhor amiga, estava desaparecida há menos de 48h, e a Inteligência foi forçada a investigar o caso – por motivos políticos, óbvio. Não posso dizer que a ideia do episódio não foi boa, mas a forma como ela foi conduzida me deixou tentada a classificar esse episódio como um filler enchedor de linguiça.

Continua após a publicidade

Enquanto ocorria o caso principal, Roman e Burgess foram recolher armas em troca de cartões-presentes. Ainda estou, sinceramente, chateada com o fato daquela água de salsicha do Atwater estar na Inteligência e a Burgess estar na patrulha. Ela tem todo o perfil da divisão. Porém, entendo que ela ainda é muito bruta, precisa de uma experiência maior. Não que o Atwater tivesse experiência, mas ele é impulsivo, não raciocina as possíveis jogadas. Já para descrever o Roman nesses poucos episódios, utilizar-me-ei de uma frase de autoria de minha tia, que cai como uma luva para o contexto: Mal conheci e já não gosto. A série tem como característica ter personagens cativantes e de fácil apelo da audiência, o que não ocorre com o Roman. Ele é chato, teimoso e extremamente ranzinza. Claro que, com o passar dos episódios, vamos desmistificando o personagem, mas até agora, mal conheci e já não gostei. Mas o que Roman tem é um faro para investigação, até mais que Atwater e Burgess. Descobrir, durante uma arrecadação de armas de fogo, uma importante evidência para um triplo homicídio, e mesmo após a ordem da Platt para deixar isso de lado, levar para a Promotoria todas as evidências, demonstra que ele pode estar mais preparado para estar em uma divisão da polícia do que os outros dois patrulheiros acima citados.

Continua após publicidade

cpd204Sobre o caso principal, apesar da amiga conseguir sair com vida, após se jogar do alto da casa, onde estava sendo encarcerada, ainda não havia nenhuma pista sobre quem eram os sequestradores e se eles estavam ligados a um passado político do vereador. De fato, o vereador nem era o alvo do sequestro, e sim o pai da menina que se jogou do cativeiro. Antes de tudo isso, o homem tinha contratado o sequestrador para roubar um homem que desviava dinheiro de sua empresa. Como o esquema desandou, ele não pode pagar ao sequestrador, que para se vingar, pegou a sua filha e a filha do vereador, pensando logo em resgate para sanar a dívida. Caso com uma reviravolta interessante, porém um desenvolvimento lento, deixando a desejar.

PS.: BREAKING NEWS: Voight vai ser vovô! Achei mais do que digno os produtores utilizarem um pouco da vida pessoal do chefe, porque todo mundo já teve um plot pessoal, mas Voight, por ser o protagonista, merece demais. Quero aparição do Justin renovado em Cristo.

Continua após publicidade

PS2.: Depois de quatro episódios, vemos algum destino para o plot do Antonio e da família. Ainda não está bem explicado, mas quero mais explicações.

PS3.: Amando Nadia cada vez mais! <3

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

PS4.: Antonio de segurança particular e cuidando de uma linda mulher. Ai meu Jesus, o que Dick Wolf está aprontando?!

PS do PS.:

You need to know something, Eva. I love you. I love you and your brother more than life itself. You, Diego and me are a knot that never come and done. No matter what.