Chicago PD – 3×10 – Now I’m God (3)

chicago-pd-crossover

Fonte: Caroline Marques/Arquivo Pessoal

 

Até o fim de Chicago Med as coisas pareciam suaves demais certo? Mas sabíamos que o caldo engrossa quando se trata do time de Voight, ainda mais quando a esposa falecida acaba metida no meio da história.

A Dra. Manning avisou o time policial que havia outra vítima, com os mesmo sintomas e entregou a bolsa dela para ser revistada. É muito desumano pensar que um médico, que prometeu salvar vidas, está inventado câncer nas pessoas e super dosando quimioterapias. Bom, para o azar de Voight, o médico que conectou as quatro pacientes era Dean Raybold, que tratou a esposa dele antes de sua morte. Naquele momento até eu fiquei transtornada, aquela dúvida se o médico havia feito a mesma coisa com Camille também, acaba derrubando o humor dos policiais, e Voight queria sangue.

Continua após a publicidade

Foi um episódio de cortar o coração com os momentos das pacientes do médico maluco e também os momentos entre Voight e Erin, super família, super tocante. Além disso as cenas do final do episódio, aquelas imagens do passado feliz desse policial que parece feito de pedra. Muita coisa aconteceu nesse episódio além de que senti também um cheiro de Chicago Law. O D.A. participou como acusação no caso de fraude e assassinatos envolvendo Dean.

Com um acordo feito pela advogada mais odiosa que já vi, o médico saiu apenas com uma multa e suspensão da licença para atrapalhar. Mas Voight queria mais, das quatro pacientes com overdose de quimio duas morreram além da esposa dele que agora não tinha como ter certeza, e nós também queríamos mais.

Com mais evidências do envolvimento do Dr. Dean com as overdoses, sabendo que as quatro pacientes haviam confrontado o Doutor Sem Noção semanas antes, ele foi a julgamento por assassinato e essas cenas do juri foram muito estressantes, roí todas as unhas. Um cabo de guerra intenso, provas, falta de provas, Dr. Charles e sua imensa inteligência tentou ajudar, mas a defesa sempre dava um jeito que acabar com a alegria do time de Voight. Eu já estava nos espinhos quando o jogo virou, quase gritei, médico maluco culpado de todas as acusações, trinta anos de prisão. Alma lavada, porém ainda não acabou o episódio.

Como eles conseguiram fazer tudo em 46 minutos não sei, mas até Roman foi salvo do plot que terminou a mid season finale. Richie tinha ou não uma arma? Roman ia se ferrar muito sem Burgess e Platt, essas duas policiais são incríveis. Burgess descobriu envolvimento do irmão da vítima, Denny, e não descansou até arrancar dele o que ele havia feito da arma. Devido ao crossover esse plot não rendeu mais, porém não me importo, foi um ótimo episódio e já quero mais crossovers.

Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

No comments

Add yours