Chicago PD – 3×17 – Forty-Caliber Bread Crumb

pd-chicago
Imagem: Banco de Séries.

 

Continua após publicidade

Jay chorando nãaaaaaaao! Aguento tudo menos esses marmanjos maravilhosos chorando. Eu nem vou comentar que avisei sobre esse extra do Jay ser uma roubada. Tadinho do Terry, ia ser papai, sacanagem. Foi um daqueles episódios cheios de ação, cenas tensas, música tensa, Voight mandando e desmandando com muita classe, adorei.

Continua após a publicidade

Confesso que acho lindo o Jay naqueles trajes policiais, colete a prova de balas blablablá! Porém esse novo emprego dele realmente estava perigoso, transportar dinheiro naquela quantidade é pedir pra ser emboscado e levar uns tiros. Brianna, a dona toda trabalhada no glamour, parecia mais afim de dar um trato do Jay do que lidar com seu negócio um tanto quanto fora da lei, o tipo de negócio que ela tem não é permitido de usar os bancos nacionais. Bem engraçada as caras da Erin quando ela estava por perto e quando o ex-marido falou sobre o desejo ardente dela pelo policial. Não posso culpar essa mulher, realmente.

Continua após publicidade

Mas a chateação foi que o detetive do ex vendeu a rota do dinheiro para uns barras pesadas. Terry é ferido e acaba morrendo no hospital Chicago Med e por isso uma ferida abre em Jay, ele fica transtornado, quebrando tudo, ameaçando todos que passam em sua frente como se fossem culpados. Voight, que não é bobo nem nada, já coloca o rapaz em seu lugar no estilo ‘ou soma ou some’ dele. Eu queria morrer quando ele deu uma de papai coruja com Erin e imprensou Jay na parede, – tá dormindo com ela? tá ou não! Acho que eu faria um buraco e moraria lá pela eternidade. Ainda bem que Jay é o fofo dos fofos e acho que nem havia pensado nessa possibilidade. Bom ele tem a Erin e a Sophia Bush só pra ele, realmente o prato está cheio nesse sentido.

Eles acabam achando a quadrilha através do detetive bundão, e eu pensei que Jay iria massacrar o cara quando Voight abriu aquela cela, já estava nervosa, roendo o canto das unhas. Dawson salvou a cara do bandido debochado chegando e dizendo que tinham achado o resto do bando, onde Jay reconhece o cara de deu o tiro no amigo. Depois disso, só tiro e grito até que todos estivessem presos. A cena do Voight com um dos bandidos apontando a arma, fazendo sinal para ele não gritar e dizendo – Me dê um motivo (para atirar) … esse chefe, eu queria esse chefe, ele faz tudo com uma serenidade e frieza assustadoras.

Continua após publicidade

Sobre Burgess e Ruzek, que mala esse cara hein, ele não vai deixar ela em paz depois do pé na bunda mais que merecido. Agora, sobre o shipp eu estou sentindo também, acho que o dedinho do Roman para partners tá acendendo, em neon. Será? Será? Bom, Jay acabou largando o emprego, com razão e a tal Brianna ainda deu um jeito de cantar ele no final, haja fogo depois desse banho de água fria total que rolou. Não temos promo, mas parece que teremos uma folga de duas semanas.