Chicago PD – 4×07/08 – 300k Likes/A Shot Heard Around the World

Imagem: Arquivo pessoal.

Imagem: Arquivo pessoal

Continua após as recomendações

 

Episódio duplo, fall finale, vocês já sabiam que seria pesado certo?! Trouxeram um caso antigo para dar mais drama, Oliver riquinho metido continua matando e estuprando mulheres e agora eliminou a testemunha que o colocaria na cadeia. E de quebra colocou a culpa no melhor amigo de Tariq, Amir. Tudo bem bolado para que Oliver saísse limpinho da história.

Continua após a publicidade

Muito interessante a linha de interrogatório dos scripts de PD, tentaram levar Amir ao erro, pensando que ele poderia estar com ciúme do sucesso de Tariq, e como se encontrou na pior, pediu dinheiro ao amigo e quando ele negou teria o matado. Claro que logo notamos que Amir não tinha nada a esconder a não ser a vergonha pelo seu fracasso e medo de voltar para o Sudão deportado. Nosso time imbatível conseguiu colocar ele fora da cena do crime durante o tiroteio ouvido e denunciado. Pronto, agora era só linkar o riquinho com o resto. É revoltante quanto o dinheiro consegue comprar e subornar.

Leo, o irmão, acabou sendo entregado por um ex-policial, pois estava atrás da testemunha para salvar o irmão. Achei mesmo que o ex-cop estava escondendo algo, Jim acabou sendo preso na mentira, ele recebeu dinheiro para saber quem era a testemunha a fazer com que ele mudasse apenas o depoimento. Não foi premeditado? Al deu um show de atuação no “A arma plantada e os 300 mil foram premeditados?”. HAHA, isso foi um dos “créus” desse episódio. Outros muitos vieram de Erin com Oliver. Ela foi lentamente desmontando a confiança inabalável dele. Confiança, essa baseada apenas no dinheiro, comprando a justiça toda. Oliver não contava com Chicago Justice vindo aí, com ASA Stone lindo e muito competente. Presinho e desmascarado, que lindo!

O segundo grande plot foi a execução de policiais que se abateu sob Chicago. E aquele clima de que alguém está vingando as mortes de pessoas negras pelas mãos da polícia fica sempre pairando, sempre a primeira opção. Mas a pessoa fazendo isso é muito esperta, a armadilha do beco, o automóvel, os rádios, tudo tão bem planejado. Muito triste. Dois blues mortos. Quando prederam o primeiro cara já deu para notar que era um lunático. Mas um policial filho de policial? Duro. Voight claramente abalado, pois não conseguiu evitar a morte do garoto.

Paralelamente, com o plot de Antonio fechando, abriu-se o de Burgess. Esse episódio foi só para terminar de ferrar com o Mike parceiro idiota que arrumaram para a Kim. Achei graça do coitado que foi preso com o cinto de castidade, mas é claro que isso não é coisa de se postar nas redes sociais, como se o homem fosse um animal de circo né? O tiroteio assustou o passarinho e ele resolveu voar embora. Kim na Inteligência? SIIIIIM!

E claro que teríamos um pouquinho de melodrama com Erin, dessa vez com Jay querendo conhecer a mãe, Bunny e no finalzinho sobre um pai ausente que está na cidade e quer conhecer a filha. Vamos ter uma desestruturada novamente. E o pessoal de Med presente também sempre deixam tudo melhor! Ótimo episódio para esperar até ano que vem.

Tags Chicago PD