Chicago PD – 4×15 – Favor, Affection, Malice or Ill-Will

Imagem: SpoilerTV

As vezes a vida é um ato de coragem. Um plot que acabou novamente se tornando meio confuso, porque quando envolve muita gente, gangues brigando, sempre de um suspeito encontram-se outros rapidamente. O que foi bastante perceptível é que Justice chegou com tudo, e eles irão controlar os passos fora do trilho do nosso querido e estimadíssimo Voight. Isso eu digo porque claramente estou do lado do Al nessa, aquele pai não merecia ir para a prisão, de luto pela filha morta por acidente na briga das gangues, lamentável.

O que parecia apenas ser uma solicitação de crime, acabou em uma investigação aberta, o time resolveu descobrir se o alvo era realmente o autor do crime. Uma caçada que parecia não ter fim, onde estavam? Para onde correram? E a arma? Ok, encontraram a arma, mas o dono da arma não poderia ter atirado, então quem foi? Aquele tipo de episódio que tira toda sua vontade de acreditar na humanidade. Já começa com o amigo da Erin cobrando que um “bandido” saia para ele dar a informação, sendo que carregar 30 kg de drogas parece meio demais para consumo próprio. Até que ponto aquele pai que queria o suposto bandido morto é menos bandido? Difícil refletir sobre.

Agora sobre Rusek, realmente pensei que ele poderia ter feito aquilo por outros motivos além da Kim, sair do seu emprego meio fugido só porque a ex noiva vai trabalhar junto, cadê a coragem desse homem? E poxa vida, gostava já do Rixton, estava enturmado, derrubando portas e distribuindo tiros. Um policial que parecia confiável e na mesma vibe do time de Voight, torcendo para que volte.

Continua após a publicidade

Sobre Mark Jefferies aparecer e acusar Al de não prender Clark, o pai desesperado, por motivos de preconceito racial, fiquei meio perdida, é um complexo recorrente esse de que toda ação de omissão seja racial e preconceituosa, achei muito rude da parte dele e ainda bem que foi se desculpar no final. Acho o tema de suma importância, mas não quando jogado assim sem contexto.

Fiquei sabendo que o relacionamento de Erin e Jay sofrerá algum abalo logo, não posso dar mais informações, mas sinceramente, não está dando muitos frutos juntos, quem sabe separados. E gente, crossover essa semana, agora Chicago é vezes 4! Seja bem-vinda Justice mas deixe meu Voight em paz, obrigada.

Tags Chicago PD
Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

No comments

Add yours