Chicago PD – 4×16 – Emotional Proximity (2)

Fonte: Fangirlish

Pegando a bola de Chicago Fire, PD continuou esse crossover intenso para introduzir Justice em nossa vidas. Das três partes, acredito que Fire se sobressaiu na emoção, depois começou aquele jogo de achar o culpado condenar o culpado, que sempre acaba ficando mais denso. Em PD, Al acaba perdendo a noção das coisas devido a morte da sua filha Lexi.

Achei sem nexo a menina estar vivendo naquele lugar sozinha, nunca me pareceu que a família de Al pudesse estar passando por alguma dificuldade que pudesse fazer Lexi morar sozinha em um lugar barato e sem segurança como aquele. Mas Dick Wolf precisava matar alguém porque fazia tempo que isso não acontecia e acabou colocando essa história. Segunda ressalva é a interpretação de Al. Vocês lembram das reações de Voight quando Justin morreu? Al não conseguiu passar 10% daquela emoção para o público. Uma pena. “Nossa Carol, mas ele estava em choque”, nem isso ele conseguiu passar. Burgess com os olhos cheios de lágrima me emocionaram mais que ele.

Durante o episódio, alguns dos jovens resgatados foram falecendo, e isso aumentava a pressão no time da polícia. E eles foram cavando e cavando, mas nada parecia fazer sentido, acabaram não encontrando o motivo final dentro do episódio isoladamente. O caso é realmente pesado, baseado em um incêndio real, e a morte de tantos jovens parece uma virada errada da vida, algo fora da ordem natural das coisas.

Continua após a publicidade

Foi muito triste ver aquela série de corpos fora do prédio. De que, afinal, vale uma vida? No final somos só corpos, carne e osso. Al tentou de todas as formas ficar a sós com o culpado, mas Voight estranhamente o segurou, Justice realmente veio segurar nosso chefe. Mas ele deu um jeito de mandar o culpado, que até então não tinha confessado, direto para a cadeia esperando julgamento, claro, para entrar Justice. Sobre esse final, outro coleguinha irá resenhar, e eu só espero que eles desenvolvam com mais calma os casos, pois esse foi bem corrido.

Tags Chicago PD
Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

No comments

Add yours