Chicago PD – 4×18 – Little Bit of Light

Imagem: TV line.

Continua após as recomendações

Hoje vamos eleger um episódio para salvar essa temporada! Hey, votação democraticamente encerrada e o 4×18 foi eleito o melhor, o salvador. Finalmente trouxeram o clima PD de volta, quem estava com saudades? Esse episódio começou e terminou com um contraste do nosso personagem favorito, Hank Voight: A pessoa que assusta a criança que deveria pegar o ônibus e a pessoa que tira um pai da cadeia por um dia para que ele possa ver a filha praticar piano. Esse cara, é O CARA.

Apesar disso, acredito que o grande momento ainda foi esse desenrolar na vida de Kim, estou percebendo que algo vai mudar com ela. Talvez usem a gravidez para juntar ela com Rusek, agora que eles estão em melhores termos, tudo mais leve e arrumado. Todos queremos uma Kim para segurar nossas barras, uma querida.

Continua após a publicidade

Já que estamos falando de momentos, Hank mesmo decidiu intervir no clima frente fria que estava rolando entre Erin e Jay, daquele jeito “resolvam ou eu boto vocês para correr!”… nada como um pulso firme. Mas, vocês sentiram que o papo não ajudou, certo? Erin agora também acha que é melhor dar um tempo, pessoas complicadas, nada demais aconteceu. Talvez ele tenha alguns esqueletos no armário ainda, mas Erin não é ninguém para falar do passado de outra pessoa.

Agora sobre o caso, bem pesado o assunto entre pai e filha, drogada, foi “expulsa” para tratamento por recomendação profissional. Eu não quero nem mencionar o quão profissional isso parece. A moça tomou um rumo devido ao trauma mal curado, essa era a ajuda que ela necessitava. O repórter foi um tanto oportunista talvez tentando levar vantagem sobre algo tão sério. Ele teve um pouco mais do que o coração partido. Mas o pai não escapou, porque quando Voight diz ele faz. Cadeia para todos os assassinos, ricos ou não, regra que não se aplica a ele mesmo, claro.

Gostei do rumo que a série tomou. Agora sim vejo luz no final dessa temporada.

Tags Chicago PD
Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    porlapazyporlavida lc 11 abril, 2017 at 22:19 Responder

    Adorei quando ele disse “crianças que perdem o ônibus”. Não queria, mas eu ri. Além disso, o final foi emocionante.

Post a new comment