Chicago PD tem cena na 9ª temporada que foi longe demais

Trama de Chicago PD acabou indo longe demais...

Chicago PD cena longe demais
Imagem: Divulgação.

Ao longo dos anos, os oficiais de Chicago PD se encarregaram de resolver muitos crimes horríveis e enfrentaram mais do que qualquer parcela normal de dificuldades.

Continua após publicidade

A 9ª temporada da série policial da NBC, por exemplo, começa com dois de seus personagens centrais lutando seriamente para se recuperar dos eventos do oitavo ano.

A oficial Kim Burgess (Marina Squerciati), inclusive, é forçada a tentar seguir em frente no início da 9ª temporada. Tudo isso, após seu sequestro e agressão no final da oitava temporada de Chicago PD. A detetive Hailey Upton (Tracy Spiridakos), enquanto isso, luta de forma semelhante no início da para chegar a um acordo com seu papel na morte do agressor de Kim, Roy Walton (Michael Maize).

Continua após publicidade

Infelizmente para eles, a 9ª temporada de Chicago PD nunca dá a nenhum dos personagens da série muito tempo para descansar. Como sempre foi o caso da série da NBC, todos os episódios de Chicago PD traz novos problemas e crimes para seus personagens tentarem resolver. No entanto, um dos casos da temporada levou as coisas um pouco longe demais. A história força Kim e seus colegas a descobrir a verdade por trás de várias cenas de crimes verdadeiramente terríveis.

Chicago PD cena longe demais
Imagem: Divulgação.

Chicago PD ficou obscura demais no episódio 14 da 9ª temporada

O episódio 14 da 9ª temporada de Chicago PD mostra alguns dos oficiais centrais da série tropeçando no rastro de um serial killer sádico.

O episódio, intitulado “Blood Relation”, começa com Kim Burgess, de Marina Squerciati, sendo chamada para investigar uma invasão domiciliar. O que a leva a descobrir o corpo de um homem morto na casa em questão. Caso isso não tenha sido chocante o suficiente, Kim não apenas encontra o homem morto em seu próprio quarto, mas também vê as palavras “deixe estar” rabiscadas com seu próprio sangue na parede acima de sua cama.

Continua após publicidade

Leia também: Por que o Jay de Chicago PD parece tão familiar?

Enquanto Kim observa com horror, o episódio mostra um close-up do estado do homem, bem como a parte de seu braço onde se cortou brutalmente

Dizer que a cena causa uma impressão imediata seria um eufemismo. A sequência faz com que “Blood Relation” pareça uma homenagem a filmes de serial killers como “Se7en”, e o episódio segue a promessa horrível de sua abertura, levando Kim e companhia para outra cena de crime igualmente horrível.

No entanto, é seguro dizer que Chicago PD levou sua violência gráfica um pouco longe demais ao longo do episódio. Enquanto ambos os elementos fazem muito para tornar “Blood Relation” um episódio especialmente perigoso e tenso na televisão, o gore do episódio é tão chocante que muitas vezes prejudica sua história real.

Continua após publicidade

Basta dizer, Chicago PD não precisava mostrar aos espectadores várias fotos explícitas dos mortos “Blood Relation” para comunicar o horror do caso central do episódio. Certamente, mais uma cena que foi longe demais.

Chicago PD
Imagem: Divulgação.

9ª temporada segue em exibição

Nos EUA, após uma pausa, Chicago PD retornará com inéditos em 06 de abril. A partir daqui, com a exibição do 17º episódio, não deveremos ter mais pausas, com o final de temporada previsto para ir ao ar em maio. Já no Brasil, o final de temporada deverá ser exibido apenas em agosto, com um atraso em relação a exibição nos EUA.

Leia também: Atores de Chicago PD adiantam morte na 9ª temporada

Por aqui, Chicago PD tem exibições todas as segundas, pelo Universal TV.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.