Class – 1×07 – The Metaphysical Engine, or What Quill Did

Imagem: Arquivo Pessoal

Imagem: Captura de Tela/Reprodução

Continua após as recomendações

“I am war itself!”

Depois de nos ter entregue um episódio inteiramente focado em Charlie e sua turma, contando verdades desagradáveis, ruindo essa aliança improvável que eles tinham, Class finalmente faz algo que eu esperava desde o primeiro segundo em que ela apareceu em cena; a série finalmente nos presenteou com “The Metaphysical Engine, or What Quill Did”, um episódio inteiro focado na jornada de Quill para se livrar do controle do príncipe.

E que episódio excelente! Me senti num episódio de Doctor Who melhorado e protagonizado por alguém como o nosso saudoso Capitão Jack Harkness. Toda a emoção da vida do aventureiro condensada não no sombrio que vimos em Torchwood, mas na grossa camada de filosofia e pensamento que só o Doctor consegue viver.

Continua após a publicidade

Imagem: IMDb/Divulgação

Imagem: IMDb/Divulgação

A ideia inicial foi de tirar o fôlego. Um motor metafísico? A possibilidade de acessar o mais profundo dos pensamentos, a maior das esperanças, a mais remota das crenças de toda e qualquer raça na existência? Isso sim é ficção científica de qualidade! E a ideia de que tempo e espaço podem ser alterados por esses pensamentos e crenças? Da realidade se fazer real a partir das crenças? Brilhante.

Confesso que a dinâmica dos três foi bem divertida. Enquanto a Diretora se provava uma verdadeira nerd, Quill e Sollon puderam voltar a experimentar algo que há muito vem sendo negado a eles: a vida de um soldado. Todo o discurso sobre a bravura e medo que nos foi apresentado foram muito interessantes, e decididamente, Quill conseguiu colocar mais uma quote no hall das melhores do ano com o seu “A soldier without fear is useless, inefficient. They win battles, but they lose wars.”.

As confissões de Quill e Sollon no primeiro ninho dos Quill foram interessantes também, não só por mostrar a fraqueza da toda-poderosa Quill que tanto amamos, mas por finalmente deixar claro exatamente o quão rigorosa tem sido a punição. Ela não é só forçada a servir, ela se transformou em alguém que aceita essa possibilidade e que se conforma com ela. Os Rhodianos tiraram muito mais do que o livre-arbítrio dela; eles destruíram o espírito dela de uma maneira tão brutal que é incrível que ela ainda esteja viva.

E o que foi esse plot twist? Quill e Sollon presos no Cabinet of Souls e só um deles pode sair? A última das ironias com toda certeza, fazer com que a nossa querida Quill precise sofrer mais uma perda antes de retornar para a sua vingança.

Como um todo, o episódio foi excelente. E agora, as surpresas parecem prontas para voltar a acontecer. Com Quill livre e o ataque dos Sombrios pronto para acontecer novamente, nossos “heróis” serão forçados a enfrentar, mais uma vez, perigos nunca vistos antes.

Homework 1: Será que Quill está mesmo grávida? E se sim, o que isso significará para a trama?

Homework 2: “No more!”. Que referência linda!

Nenhum comentário

Adicione o seu

Tags Class