Class – 1×08 – The Lost [SEASON FINALE]

Imagem: Arquivo Pessoal

Imagem: Captura de Tela/Reprodução

Continua após as recomendações

Que finale espetacular. A altura do que vimos em Doctor Who, e decididamente um fim perfeito para a temporada perfeita de Class. “The Lost”, último dos oito que formam a temporada conseguiu colocar ordem em todas as tramas e nos fazer esquecer um pouco até mesmo daquilo que não gostamos na série.

Achei estranho começar com April cantando enquanto somos atualizados nos acontecimentos dos últimos dias. Confesso que eu esperava, mesmo sabendo que seria uma péssima escolha de roteiro, que o episódio começasse explicando mais sobre a situação de Quill, mas gostei de ver alguns fan favourites retornarem antes. Ver Ram procurando falar com Tanya, ver April e Charlie juntos, conversando como no primeiro episódio, como se nada daquilo que vimos nas semanas anteriores tivesse realmente acontecido… Enfim, foi uma ótima nostalgia, embalada pela canção de April, para nos lembrar de tudo aquilo que passou e que vai se perder com a invasão dos Sombrios.

Continua após a publicidade

Porque, a hora que todos temiam – ou seria só eu? – chegou: Corakinus finalmente vai retribuir todos os problemas que April e os outros humanos o causaram, e ainda, extinguir de vez os Rhodianos e os Quill, lançando uma invasão a Terra.

Na verdade, toda a ideia do episódio parece se basear em fechar os ciclos, ou melhor, em dar um reset em toda a trama, nos colocando exatamente onde começamos, e com o mesmo nível, tipo e intensidade de motivações para que possamos colocar um ponto final na história. Até mesmo Ram voltou ao seu pior momento, perdendo alguém que ele ama no ataque inicial de Corakinus.

E o melhor foi que, depois de ter dado toda a introdução dramática que o piloto fez, a série nos entregou a melhor parte: o humor de Quill. Foi simplesmente fantástico ver ela e Charlie discutindo os estágios da gravidez dos Quill e vê-la se ajustando a nova realidade, sem deixar de mostrar a determinação para cumprir sua promessa do episódio anterior, voltar a ser a guerra em pessoa.

É claro que tudo isso só serviu realmente de preparação; a real emoção ainda estava por vir. Depois de ver Tanya perder a mãe e de Quill ensinar a garota a lutar, finalmente chegamos ao momento mais temido, na única solução – apesar de ser uma solução terrível – possível: Charlie matar April, matando também Corakinus e assumindo o trono dos Sombrios só para, então, usar o Cabinet of Souls e destruir todos os Sombrios, incluindo ele mesmo.

E, para surpresa geral, Quill, a tão vingativa Quill, finalmente conseguiu o que ela queria. Ela viu todos os Sombrios serem aniquilados pelo último príncipe de Rhodia. Mas quando chegou a hora de deixar que a última das almas clamasse o príncipe, ela não permitiu. Seja por uma razão altruísta ou meramente pelo prazer num tipo ainda mais refinado de vingança, Quill legou ao príncipe uma vida com o peso da escolha que ele fez, tudo isso enquanto, para dar um novo significado a plot twist, April é revivida no corpo do Corakinus e a temporada simplesmente acaba.

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Captura de Tela/Reprodução

Como um todo, Class teve uma temporada muito boa, com altos e baixos e decididamente com um final inesperado. A série tem uma fotografia linda, uma trilha sonora boa e – agora me referindo mais a Katherine Kelly (Quill) mais do que a qualquer outro – um elenco maravilhoso. Agora só resta esperar pela próxima temporada para descobrimos os resultados de todos os mistérios que ficaram sem solução. Certamente, a inserção de um elemento tão importante como os Weeping Angels associada aos misteriosos Governadores e ao Arrival que eles planejam promete muito material para uma Season 2. Nos vemos lá!

Nenhum comentário

Adicione o seu