SDCC: Com participação especial de Beebo, painel de Legends of Tomorrow apresentou Constantine

Imagem: CW/Mix de Séries

[spacer height=”10px”]

Continua após publicidade

Com Beebo e Constantine, o painel de Legends of Tomorrow na SDCC apresentou expectativas para uma temporada que tentará explorar outro caminho da mesma fórmula: corrigir os próprios erros.

Continua após a publicidade

Na última temporada de Legends of Tomorrow, o bichinho de pelúcia Beebo, apresentado na mid-season finale e utilizado para derrotar o vilão Mallus, se transformou em uma das principais atrações do seriado. Ele representou, definitivamente, a admissão de que LoT é uma série de comédia com heróis, tendo o tom mais extravagante dos seriados do Arrowverso. Por isso, o painel da série na SDCC 2018 não poderia deixar de contar com a presença de seu mascote.

Continua após publicidade

[spacer height=”10px”]

Continua após publicidade

Ao longo do painel, o elenco mostrou bastante descontração comentando sobre a nova trama da série, que será centrada no elemento místico, justificando a participação de Constantine. O teaser apresentado durante o painel resumiu bem a proposta, embora tenha apresentado pouquíssimo material novo.

Na trama, o esforço das Lendas para derrotar Mallus resultou na libertação de diversas outras criaturas místicas, de demônios a unicórnios, que precisarão ser capturadas pelo grupo de heróis excluídos. A dúvida principal ficou quanto à participação dos personagens falecidos na última temporada (Damien Darhk e Rip Hunter), mas que dificilmente retornarão ao seriado.

A participação de Constantine pode trazer um novo fôlego para a série, que, apesar de divertida e extravagante, encontra-se estagnada na lógica de consertar os erros cometidos pelos heróis, gerando inclusive o lema da equipe: “Nós estragamos as coisas para melhor”, citado no teaser por Ray Palmer, personagem de Brandon Routh. O alerta de John Constatine para Sara Lance foi claro, ao dizer que a escuridão está próxima de sua ascensão.

Fica em aberto se teremos vilões mais conhecidos do universo místico da DC, ou mesmo outros personagens componentes da Liga da Justiça Sombria. Na temporada anterior, a opção foi utilizar um personagem fora do cânone (Mallus), o que, por sinal, tem sido a opção da CW ao lidar com o mundo místico desde a quarta temporada de Arrow. Fiquemos no aguardo para os próximos resultados dessa mistura de viagem no tempo com magia.

Historiador, fã de histórias em quadrinhos e jogador de RPG de longa data. Tem interesse por séries de suspense, como Hannibal, The Killing, Luther etc., de fantasia, como Penny Dreadful; e de todas as séries baseadas em HQs.