Criadora admite que a 5ª temporada de Orange Is the New Black não foi muito boa

Imagem: Netflix

Continua após as recomendações

Parece que não foram somente os críticos que não gostaram da quinta temporada de Orange Is The New Black, liberada na Netflix em junho deste ano. A criadora da série, Jenji Kohan, revelou em entrevista que também não ficou muito satisfeita com o resultado da temporada.

Esse ano, a história do drama prisional da Netflix começou segundos após os eventos da quarta temporada, quando as detentas de Litchfield se rebelaram e assumiram o controle das intalações após a morte de Poussey. Toda a história da temporada se passou no intervalo de três dias. O ritmo lento e os fracos argumentos da trama foram alvos de duras críticas.

Continua após a publicidade

Kohan descreveu algumas das tramas desta temporada como “fanfic”, o que teria sido causado pela perda de alguns de seus roteiristas originais. Teri Herrmann, o braço direito de Kohan, que geralmente é responsável pela sala dos roteiristas, foi um pouco mais suave ao tentar justificar o que deu errado na quinta temporada. “Nós perdemos muitos roteiristas, mas não foi culpa de ninguém. Foi apenas uma nova dinâmica”, disse.

Dos profissionais envolvidos no roteiro da quinta temporada, apenas dois foram confirmados na produção do sexto ano. O que significa que mais uma vez haverá uma renovação de roteiristas, já que o final da temporada nos mostrou várias das detentas sendo separadas e enviadas para diferentes unidades, o que dará mais liberdade para Kohan e Herrmann reinventar a história e trazê-la de volta a forma.

A sexta temporada de Orange Is The New Black estreia na Netflix em 2018.

Fonte: TV Guide

Nenhum comentário

Adicione o seu