Criminal Minds – 13×02 – To a Better Place

Imagem: CBS/Divulgação

Com o fim do Sr. Scratch, a série volta à antiga fórmula de casos semanais. “To A Better Place” foi um bom tipo de episódio de aquecimento, não muito superior para obter os telespectadores e a equipe de volta ao balanço das coisas. Embora não fossem tão chocantes quanto a semana passada, a série tenta encontrar um caminho de volta ao início.

O insub desta semana é um assassino de mulheres que as descarta em malas velhas, extremamente influenciado por sua avó e a falta de sua mãe. Ele conseguiu conter seus impulsos violentos por toda a vida até que sua a morte de sua avó trouxe as consequências de um futuro perturbador. Um caso mais do mesmo para quem acompanha a série. Não foi ruim, mas também não foi o melhor.

Continua após a publicidade

Reid está de volta ao BAU. Mas quem é Reid agora? Essa é a principal questão dessa temporada. Ele pode estar no controle por hora, mas até quando seu falso senso de segurança vai funcionar? Agora que está reintegrado ao time, Reid estará condicionado a uma folga de 30 dias para cada 100 trabalhados. Tudo para evitar que o trabalho lhe sobrecarregue e o agente perca o controle. Apesar da Condição, Prentiss está disposta a ajudá-lo, organizando para que ele dê algumas palestras. Gostando ou não, ele é informado de que ele será observado cuidadosamente. Na última vez que eles deixaram que alguém voltasse de uma situação como a sua, acabou de forma irracional e perigosa em uma situação de reféns.

Após 45 minutos de raciocínio dedutivo do grupo, como de costume, Garcia tirou a solução do seu computador, dando a Reid a oportunidade de economizar a confiança. Ao final do episódio, Reid acaba sendo o agente solitário em uma situação de refém, onde ele tem que administrar o problema de frente. Ele é capaz de manter a calma, refletindo sobre seu tempo na prisão sendo uma coisa boa e sobre as mudanças significativas até o momento.

No comments

Add yours