Crítica: 10×05 de The Walking Dead tem Negan voltando a ação com estilo

Negan mostrou neste episódio de The Walking Dead que segura a onda e pode roubar a cena como protagonista

Frenético, o episódio dessa semana de The Walking Dead já começou com Kelly (Angel Theory) caçando suprimentos para Hilltop, quando termina se machucando por conta do problema de audição que vem a perseguindo, algo já mostrado no início da temporada.

Continua após a publicidade

O dono da vez é ele!

Mas já volto a falar sobre ela, pois o foco do episódio está em Negan (Jeffrey Dean Morgan), que mostrou como não perdeu o pique e continua sendo um dos melhores personagens da série.

Brandon (Blaine Kern III) o encontrou sozinho e juntos passaram a vagar rumo ao desconhecido. Negan, inclusive, ficou boquiaberto com o conhecimento de Brandon sobre os salvadores e sua idolatria pelo ex-vilão. Diga-se de passagem que o rapaz, louco de pedra, ainda roubou a jaqueta de Negan e o bastão! (Seria Lucille, ou apenas uma cópia barata do famoso taco?)

Os dois encontraram uma moça e um garotinho, o qual Negan já demonstra afeição, afinal de contas, ele sempre gostou de crianças. Claro que não demora muito para Brandon tirar a vida dos novos sobreviventes, o que enfurece Negan a ponto de matá-lo imediatamente. Errado ele? Jamais!

Problemas “comuns” em meio ao apocalipse

Voltando à Hilltop, Ezekiel (Khary Payton) conversa com Siddiq e conta que possui câncer na tireoide, um caso que já existe há gerações na família. O médico tentou ajudar, mas o rei já estava conformado com sua condição.

A única coisa que ele deseja é falar com Carol (Melissa McBride), mas no momento em que está de frente ao rádio para falar com sua amada, ele fraqueja e desliga o aparelho. Ezekiel não sabe mais como falar com ela…

Também tivemos um pouco dos Sussurradores, em especial Gamma (Thora Birch), que é ajudada por Aaron (Ross Marquand) e começa a ter lapsos do momento em que matou sua irmã, por Alpha (Samantha Morton). E quando ela souber que Lydia (Cassady McClincy) está viva?

Imagem: AMC / Divulgação

Sair sozinha é um tiro no pé

Sem saber onde sua irmã está, Connie (Lauren Ridloff) foi em busca dela, acompanhada por Daryl (Norman Reedus). Os dois, inclusive, têm uma conversa muito fofa sobre Merle (Michael Rooker), mas são interrompidos por Magna (Nadia Hilker), que está bem irritada deste o último episódio.

Com Yumiko (Eleanor Maatsura) tomando a liderança da comunidade, Magna está se recusando a fazer suas obrigações, inclusive pelo fato de ser a terceira vez que suprimentos são roubados misteriosamente.

Mas junto de Daryl e Connie, os três (e o fofíssimo cão, é claro), encontram Kelly desacordada, que se assusta com os amigos e pede que Magna conte seu segredo: foi ela a responsável por roubar os suprimentos.

De volta à comunidade, ela e Yumiko têm uma franca conversa que termina com o fim do relacionamento entre as duas. No entanto, acredito que as duas personagens ainda terão momentos juntas.

Enfim, o que sabemos é que Negan encontra os Sussurradores e termina o episódio frente a frente com Beta (Ryan Hurst), prometendo um grande embate entre os dois.

E aí, gostou do episódio? Em comparação com os outros quatro, acredito que este não contribuiu tanto para a história, mas foi a ponta que a série precisava para fazer Negan acontecer novamente. O que você achou? Comente aqui e nas redes sociais do Mix de Séries e fique ligado na próxima semana!

Além disso, completo. Todavia, palavras.

Nota do Episódio7
Review do quinto episódio da décima temporada de The Walking Dead, da AMC, intitulado "What It Always Is".
7
Avatar

Rodrigo Sodre

Rodrigo é um rapaz que cresceu, mas manteve todas as alegrias da infância consigo. Com 24 anos, é formado em Jornalismo e joga videogame desde quando usava fraldas. Apaixonado por zumbis, começou a se interessar pelo gênero quando viu a primeira intro de Resident Evil 2. Hoje é fã fiel de The Walking Dead, e continua jogando, lendo, vendo filmes e séries.

No comments

Add yours