Crítica: 10×12 de The Walking Dead marcou o fim de Hilltop e a morte de Alpha

Crítica: 10x12 de The Walking Dead marca o fim de Hilltop e a morte de Alpha

Walk With Us trouxe o drama, suspense e as surpresas que todo fã sempre gostou de ver.

O episódio de The Walking Dead desta semana começou com a batalha em Hilltop pegando fogo. Literalmente!

Os sobreviventes tentaram conter a horda, mas sem sucesso. Aos poucos os moradores da comunidade foram caindo, um por um. Ezekiel (Khary Payton), que havia prometido cuidar das crianças, perdeu Judith (Caley Fleeming), que matou pela primeira vez uma pessoa viva, um sussurrador.

Importante destacar que logo nos primeiros minutos vimos Magna (Nadia Hilker) andando junto da horda, para a surpresa de Yumiko (Eleanor Matsuura). A noite termina e os sussurradores ganham a batalha.

Com Hilltop destruida, Alpha (Samantha Morton) não se manteve satisfeita: o que a vilã mais quer é Lydia (Cassidy McClincy). Falando nisso, é Negan (Jeffrey Dean Morgan) quem vê a menina, mas antes de conseguir chegar até ela, Aaron (Ross Marquand) o surpreendeu.

Continua após a publicidade

Com Luke (Dan Fogler) ferido, Negan conseguiu vantagem para escapar e seguir com seu plano. Daqui em diante tivemos a chance de ver vários grupos diferentes, semelhante ao que aconteceu com a guerra da prisão, na quarta temporada.

Alden, Kelly e Gamma

Com Adam chorando sem parar, é Mary/Gamma (Thora Birch) quem consegue acalmá-lo, mesmo com Alden  (Callan McAuliffe) detestando a ideia de ter uma sussurradora ao seu lado. Tanto ele quanto Kelly (Angel Theory) dão um voto de confiança à moça, que depois atrai Walkers na tentativa de proteger seus mais novos amigos.

Mary teve a chance de se redimir, segurar seu sobrinho no colo e fazer algo de importante para o grupo. Foi o suficiente para a personagem nutrir um sentimento de paz por um instante, até o momento em que Beta (Ryan Hurst) a mata.

Não só isso, Gamma retornou dos mortos para andar junto da horda, sendo impedida por uma flecha na testa vinda de Alden. A atuação de Thora Birch nesse episódio foi uma das coisas mais bonitas em The Walking Dead. Sempre sentimos a dor de ver um personagem voltar como Walker, e a atriz fez isso com maestria.

Vale destacar que Beta teve sua máscara rasgada e foi reconhecido por um sussurrador, claro que morto rapidamente pelo vilão. A questão que não quer calar é: quem foi Beta antes do apocalipse?

Magna, Yumiko, Carol e Eugene

Em outro momento, vimos Magna aterrorizada ao contar o que houve para Yumiko e como Connie (Lauren Ridloff) se perdeu dela no meio da horda. Furiosa, Yumiko socou o rosto de Carol (Melissa McBride), que se manteve fria e com sentimento de culpa.

Eugene (Josh McDermitt) e Carol ainda conversam sobre o receio do rapaz em encontrar Stephanie, e é encorajado por ela a seguir sua missão, afinal, sabemos que uma nova comunidade é mais do que importante no momento em que os personagens estão.

Após a diálogo, Carol encontrou o bastão deixado por Lydia no momento em que foi sequestrada por Negan. Voltarei a falar sobre isso no final, será muito importante, de acordo com os próximos fatos.

Crítica: 10x12 de The Walking Dead marca o fim de Hilltop e a morte de Alpha

Imagem: AMC / Divulgação

Daryl, Ezekiel, Judith e Earl

O grupo vai até o ponto de encontro preestabelecido com Ezekiel anteriormente, mas nem ele, nem as crianças estão por lá, para desespero de Nabila (Nadine Narissa), que aparentemente foi infectada. Ezekiel é encontrado caído, momentos depois, ainda em Hilltop.

Depois descobrimos que na verdade foi Earl (John Finn) quem salvou a vida de Judith, RJ e os outros. No entanto, o ferreiro também foi infectado no processo, preparando uma maneira de tirar a própria vida antes que possa se tornar um Walker.

A filha de Rick ainda tem a importante missão de proteger as outras crianças pois, segundo Earl, a menina é muito forte e corajosa. Infelizmente, antes de ser encontrada por Daryl, Judith teve que lidar com a versão zumbificada de Earl, certamente mais um trauma que terá em sua vida.

Cailey Fleeming também deu um show de interpretação e conseguimos sofrer junto com a garotinha neste momento de virada da personagem. Como tais fatos irão impactar na vida de Judith daqui em diante?

Negan e Alpha

Por fim, Negan conta à Alpha que encontrou o que ela queria. Lydia acordou presa numa cadeira e, enquanto tenta se soltar das amarras, Negan leva sua mãe até a cabana.

O ex-vilão ainda faz questão de mexer com o psicológico de Alpha, contando sobre sua esposa falecida e sobre os sentimentos de mãe e filha que a líder dos sussurradores tem.

Visivelmente frágil e com a guarda abaixada, Alpha andou até a entrada da cabana com a intenção de tirar a vida da própria filha, para que juntas continuem caminhando. Quando percebe, a cabana está vazia e Lydia, que se solta, descobre que foi presa em outro lugar.

Negan havia salvado a vida da garota, pois se Beta tivesse a encontrado, ela estaria morta. Aliás, como o momento mais surpreendente do episódio, Negan corta a cabeça de Alpha, assim como nos quadrinhos e a entrega zumbificada para ninguém menos do que Carol, que entendeu o recado ao encontrar o bastão de Lydia.

Precisamos rever este momento icônico da série, olha só:

Ao que tudo indica, Carol e Negan se aliaram, ela por sua vingança e ele pela chance de se redimir perante ao grupo de sobreviventes. Este foi definitivamente o melhor episódio da temporada até então e esperamos que, com a morte de Alpha, Beta tome o controle e parta para o fim da guerra, finalmente.

No próximo episódio teremos a chance de ver Michonne (Danai Gurira) pela última vez em The Walking Dead, onde esperamos que sua saída seja tão marcante quanto sua personagem.

E para você, o que achou do episódio e das mortes impactantes? Não deixe de dizer suas impressões e ficar de olho na FOX e aqui, no Mix de Séries!

Nota do Episódio10
Review do décimo segundo episódio da décima temporada de The Walking Dead, da AMC, intitulado "Walk With Us".
10
Avatar

Rodrigo Sodre

Rodrigo é um rapaz que cresceu, mas manteve todas as alegrias da infância consigo. Aos 25 anos, é formado em Jornalismo e joga videogame desde quando usava fraldas. Apaixonado por zumbis, começou a se interessar pelo gênero quando viu a primeira intro de Resident Evil 2. Hoje é fã fiel de The Walking Dead e continua jogando, lendo, vendo filmes e séries.

2 comments

Add yours

Post a new comment