Crítica: 10×13 de The Walking Dead marcou despedida de Michonne

Nos despedimos de mais um grande personagem, onde presenciamos a última batalha de Michonne (Danai Gurira) na série

Neste último episódio de The Walking Dead, logo de cara já tivemos a chance de matar a saudade de Andrea (Laurie Holden), que retornou em um flashback, ao passo em que vemos Michonne deixá-la morrer, ao invés de salvá-la.

Isso fará alusão a algo que falarei mais tarde, mas interessantíssimo de ver.

Voltando ao plot da samurai com Virgil (Kevin Carroll), os dois chegaram até a ilha em que o rapaz havia prometido armas em troca de sua família. No entanto, mesmo com a pressão de Michonne para que ele cumpra o acordo, o homem desconversou e pediu ajuda para ela com outros favores.

A mentira de Virgil veio à tona quando Michonne descobriu que a família dele já estava morta. Não bastando, ele a obrigou a passar a noite na ilha e, de quebra, a prendeu numa cela ao perceber que ela não passaria a noite da maneira que ele gostaria.

Continua após a publicidade

Assim que acordou, Michonne descobriu que existem outras pessoas, também presas por Virgil. Ao comer a maçã deixada por ele, contudo, a espadachim começou a ter alucinações devido aos frutos da ilha. A partir daqui tudo fica mais interessante, pois pudemos ver o que aconteceria com ela se seguisse uma direção diferente da do show.

Crítica: Michonne busca Rick Grimes e se despede de The Walking Dead em 10x13

Imagem: AMC / Divulgação

Uma Michonne diferente

Primeiro de tudo, Siddiq (Avi Nash) apareceu acusando a amiga de ter deixado ele morrer por não tê-lo protegido. Após isso, Michonne volta ao começo de tudo, vendo Andrea, assim como no início do episódio. Se Michonne virasse as costas para aquela que um dia foi sua amiga, jamais conheceria Rick (Andrew Lincoln) e todos os outros, na prisão. Seguiria vagando sozinha, seria ignorada por Daryl (Norman Reedus), assim como fez com um rapaz pedindo por ajuda, na terceira temporada.

Anos mais tarde, encontraria Negan (Jeffrey Dean Morgan) e acabaria se aliando ao vilão, virando uma salvadora e raspando a cabeça (uma dúvida que eu mesmo tinha no trailer foi sanada aqui). Ela mataria Glenn (Steven Yeun) e Heath (Corey Hawkins) antes mesmo do uni-duni-tê. E por falar no tal momento, seria ela quem mataria um dos queridos sobreviventes, ficando até mesmo frente a frente com Rick.

Somente mais tarde Michonne teria seu fim, durante a guerra entre comunidades. Daryl a acertaria com uma flecha e Rick tiraria sua vida, terminando o ciclo da personagem de uma maneira inimaginável. Muito interessante de ver isso em tela, o que chamamos de Efeito Borboleta. Uma ação gera uma consequência e Michonne somente está onde está por ter salvo Andrea, na segunda temporada.

Um sinal de Rick Grimes

Depois de toda a alucinação, Michonne retornou à realidade, mas não sem antes tentar escapar atacando Virgil e salvando os outros presos. Entretanto, Virgil destruiu o barco pelo qual vieram, impossibilitando que escapem. Michonne então o capturou, decidindo não matá-lo e o prendendo na cela em que estava.

Entrando em um acordo, os dois entram numa sala para buscar os suprimentos que Michonne precisa. No entanto, a missão imediatamente muda de figura, após ela encontrar as botas que um dia pertenceram a Rick Grimes. Dentro de outro barco, Michonne vasculha por mais informações, onde ainda achou um celular, com um desenho dela e de Judith (Cailey Fleeming). Agora é oficial: para Michonne, Rick ainda está vivo.

A samurai então partiu junto dos novos sobreviventes, com Virgil preferindo ficar na ilha. Em uma conversa via rádio com Judith e RJ, Michonne explicou tudo o que havia acontecido e foi encorajada pela pequena a ir atrás do xerife. Impossível conter as lágrimas vendo a pequena Judith chorando e se despedindo da mãe.

Michonne terá uma nova missão

Assim que chegou na costa, rumo ao norte, Michonne volta a ter seus dois zumbis de estimação, seguindo sozinha. Pelo menos por um tempo, até encontrar um casal necessitando de ajuda. Ali, ela também deve fazer uma escolha, assim como no começo: salvar ou ignorar?

Então Michonne percebeu uma grande quantidade de pessoas seguindo um caminho, ao mesmo tempo em que revemos o primeiro encontro dela com Rick e Carl (Chandler Riggs). Com isso, ela preferiu o caminho da salvação, mais uma vez, terminando sua participação em The Walking Dead indo atrás do homem que ama.

Um episódio muito bonito, com uma mensagem poderosa. Embora esperasse muito mais da despedida da nossa querida Michonne, os minutos finais certamente valeram a pena. Ao que tudo indica, poderemos ter a samurai nos filmes de Rick Grimes, lançados para cinema.

E aí, o que achou do episódio? Semana que vem teremos mais de Carol (Melissa McBride) e Negan, além da fúria de Beta (Ryan Hurst) ao descobrir a morte de Alpha (Samantha Morton). Continue de olho na FOX e aqui, no Mix de Séries!

 

Nota do Episódio8
Review do décimo terceiro episódio de The Walking Dead, da AMC, intitulado "What We Become".
8
Avatar

Rodrigo Sodre

Rodrigo é um rapaz que cresceu, mas manteve todas as alegrias da infância consigo. Aos 25 anos, é formado em Jornalismo e joga videogame desde quando usava fraldas. Apaixonado por zumbis, começou a se interessar pelo gênero quando viu a primeira intro de Resident Evil 2. Hoje é fã fiel de The Walking Dead e continua jogando, lendo, vendo filmes e séries.

No comments

Add yours