Crítica: 15×15 de Supernatural empolga, mas nem tanto

Critica Supernatural 15x15

Supernatural se encaminha para fim

FINALMENTE as coisas ensaiaram entrar entrar nos eixos em Supernatural! Parece que eles resolveram, mesmo que em doses homeopáticas, inserir no episódio 15 alguns pontos que deixam indícios de que o fim se aproxima.

Continua após as recomendações

Para começar, Sam e Dean resolvem ir atrás de uma pista que poderia levar à Amara, a esquecida no churrasco. Enquanto isso, Cas e Jack vão investigar um caso em uma cidade pequena.

Eu achei bem curioso que, quando a Amara apareceu, ela disse que havia sentido o cheiro dos Whinchesters quando eles estavam a dois estados de distância dela. Mas, Natália, o que tem de curioso nisso? Meus caros e minhas caras, se a Amara, que não é a criadora do universo de Supernatural, consegue sentir o cheiro dos rapazes, dois meros mortais, como o Chuck não sabe que o Jack está vivo? Alguém sabe me responder isso?

Continua após a publicidade

A presença da irmã do criador nos revela coisas bem interessantes. Ela conta que é gêmea de Chuck (o que não é novidade) e se recusa a ajudar a matá-lo.

Imagem: Divulgação.

Amara revela por que ressuscitou Mary

Dean se revolta e resolve mudar de estratégia para convencer Amara a ajudá-los. Ele decide entender por que ela trouxe sua mãe de volta. Ela afirma que foi para que o Whinchester tivesse a oportunidade de perceber as complexidades de sua mãe e parasse de endeusá-la.  Amara quis libertar Dean de tanta raiva, o que, obviamente, não funcionou.

No fim da conversa, ela acabou prometendo que pensaria na ideia de matar Chuck.

Por outro lado, vemos o Cas exercendo o seu papel de pai com Jack e a reafirmação do quanto isso é importante para ele.  E, descobrimos, ainda, que o plano de Billy para acabar com o Todo Poderoso, também colocaria fim à vida do nefelim.

Jack também vai morrer

O mais engraçado é que, ao invés de querer se sacrificar para salvar o mundo, Jack quer fazer isso no intuito de obter o perdão de Sam e Dean.

Acho um pouco legal da parte dele querer se redimir do assassinato da Mary, mas me irrita um pouco isso de tudo ser sempre em função de Sam e Dean.

Outro fato que me chamou atenção nessa reta final de Supernatural é o quanto o Sam está apagado. Ele quase não tem aparecido e, quando o faz, está bem submisso ao Dean. Não me agrada muito esse Sam Whinchester, que contesta um pouco, mas, no final, faz o que o irmão mais velho manda.

Por tudo isso, digo que, na minha opinião, foi um episódio mediano.

O que vocês acharam? Qual será o plano de Cas para salvar Jack? Deixem nos comentários e, igualmente, continuem acompanhando as novidades do mundo das séries aqui no Mix de Séries.

  • Além disso, sigam nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixem também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fiquem por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do episódio7
Crítica do décimo quinto episódio da décima quinta temporada de Supernatural, da CW, intitulado "Gimmy Shelter".
7

1 comment

Add yours

Post a new comment