Crítica: 16×11 de Grey’s Anatomy foi pura emoção

Episódio de Grey’s Anatomy apresentou personagem de Sarah Rafferty

Emoção e um roteiro impecável fizeram deste episódio de Grey’s Anatomy um dos melhores da fraca décima sexta temporada.

Foi impossível não se envolver e se importar com a história de Suzanne (interpretada pela maravilhosa Sarah Rafferty de Suits). A maneira como introduziram essa paciente foi incrível e eu já estou na torcida para que não matem essa mulher.

Colocarem DeLucca trabalhando com a Bailey foi um grande acerto. Sabemos que os dois personagens precisam renascer das cinzas no seriado e tudo está conspirando para ser essa a chance dos dois. É claro que o discurso da Bailey e a forma como ela está disposta a fazer o impossível para salvar a paciente fizeram toda a diferença.

E não podemos deixar de comentar que a personagem de Rafferty é a típica paciente que Grey’s Anatomy adora nos presentear. Não duvido nada de que sofreremos com ela e xingaremos muito os roteiristas nos próximos episódios. Só espero que a reaproximação de Mer e DeLucca não traga consequências negativas para o desenrolar da trama e da temporada.

Continua após a publicidade

O futuro de Amelia e Link em Grey’s Anatomy

Os roteiristas de Grey’s Anatomy adoram pregar uma peça nos fãs. Primeiro, insinuaram que o bebê que Amelia espera é do Link. Depois, deram um banho de água fria ao jogarem o Owen na parada. Mas se vocês achavam que a história terminava por aí, devem ter se assustado quando Amelia disse não saber quem é o pai.

Sim, meus caros leitores, não só Amelia Sherpherd não faz ideia de quem é o pai, como os roteiristas. Aliás, no tanto de loucuras que podemos esperar de Grey’s, não seria estranho se o teste de DNA desse que os dois fossem pais, hehe.

Teorias- e brincadeiras – à parte, o que sabemos até agora é que a médica tomou coragem e contou suas suspeitas para o namorado. Por mais que ela insista em dizer que o ama e que não importa quem tenha feito o bebê, sabemos que a verdade é outra. O bebê precisa saber quem é pai, da mesma forma que Owen e Link também precisam saber.

As dúvidas de Link são normais e, por mais que ele tenha relutado, o discurso da ex-noiva de seu paciente o acordou para realidade. Independentemente de qual seja o resultado, alguém se machucará e eu estou torcendo para que Amelia não sofra mais do que já sofreu em Grey’s Anatomy.

O carrossel não para

Se as coisas dentro do Grey Sloan Memorial Hospital estão ruins, fora dele também não está tão diferente. A demissão de Maggie não só pegou o Richard de surpresa, como também me deixou confusa. Eu até entendo que ela esteja passando por um turbilhão de emoções, mas, sinceramente, estou achando tudo muito exagerado. Foi bonitinha a conversa dela com Richard e a forma como ele tentou ajudá-la. Richard não é só um excelente mentor, amigo e chefe, como também é um pai maravilhoso. Infelizmente, a vida amorosa dele está cada vez indo para o beleléu. Mamãe Avery não confia mais no marido e ele está de saco cheio de suas desconfianças. Será que veremos um novo divórcio?

Já sua filha de coração, Meredith Grey, anda com muitos conflitos. Um desses conflitos está relacionado com o suposto presente da sua melhor amiga Cristina, o novo pediatra do hospital. O médico pode ser bonito, inteligente e um grande pai, mas não consigo shippar os dois.

Para mim, estão forçando a barra. Além disso, a incerteza da Mer sobre o futuro no relacionamento com DeLucca só comprova a minha teoria de que os roteiristas se perderam por completo nessa décima sexta temporada de Grey’s Anatomy.

PS: Só eu fiquei de boca aberta quando Tom contou que sua ex já abortou duas vezes?

Confira abaixo o vídeo promocional do próximo episódio.

Fiquem ligados no Mix de Séries para mais novidades sobre Grey’s Anatomy e outras séries de TV.

Nota do Episódio9
Review do décimo primeiro episódio da décima sexta temporada de Grey's Anatomy, da ABC, intitulado de "A Hard Pill to Swallow".
9
Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

No comments

Add yours