Crítica: 18ª temporada de NCIS estreia com chocante tiroteio, saiba mais:

Crítica NCIS 18x01

Série retorna com episódios inéditos após meses

O primeiro episódio da 18ª temporada de NCIS surpreendeu ao se passar em março de 2020, com o agente McGee em ação, abordando um jato privado. Durante a abordagem, McGee é baleado não uma, mas duas vezes, por ninguém menos que Gibbs.

Continua após as recomendações

Logo após essa cena, retornamos para novembro de 2019, abordando o caso do episódio “Musical Chairs“, da temporada 17 de NCIS, em que McGee é colocado no comando do caso, enquanto Gibbs se ausenta com a justificativa de auxiliar Fornell, após Emily sair da reabilitação.

Passe de entrada

Gibbs se encontra com Fornell, que afirma ter uma nova pista que poderá levá-los ao cara por de trás da rede de narcotráfico, “Dr. Death”. Durante dois dias de tocaia em frente a uma clínica médica, Fornell está ansioso para ir atrás de qualquer um. Até mesmo dos “peixes menores”. Mas Gibbs insiste em que se atenham ao plano original.

Continua após a publicidade

Enquanto a equipe finaliza o caso do músico assassinado, Jimmy Palmer acaba se envolvendo em seu próprio mistério.

Após Kasie pedir ajuda a Jimmy para pesar alguns instrumentos, o legista diz a ela que tem seu próprio caso. Mas, ao abrir a gaveta em que o corpo do Cabo fuzileiro Richard Darby deveria estar, Jimmy a encontra surpreendentemente vazia.

Um Fornell ansioso

No entanto, após o homem que eles esperavam chegar à clínica, Gibbs diz para que continuem com o plano de segui-lo, mas Fornell está ansioso e quer ir atrás dele para força-lo a falar. Então, ele sugere para que eles, no mínimo, entrem na clínica para que possam fazer um reconhecimento do local.

Após a sugestão de Fornell, Gibbs lhe dá 10 minutos. Ele então, entra na clínica, se passando por um paciente com problemas no quadril. Mas, ao ver uma garota com a idade de sua filha, ele se desestabiliza e então Gibbs entra até lá, para socorrer o amigo. E quando ele o afasta da situação, Fornell descontrolado acaba agredindo Gibbs com um soco no rosto e ambos são expulsos da clínica. Ao saírem da clínica, o carro do suspeito havia desaparecido.

Imagem: Divulgação.

A bomba

Após o fim do concerto, Jimmy aborda Gibbs na saída para lhe contar sobre o desaparecimento do corpo em seu necrotério. Eles, então, combinam de se encontrar no QG do NCIS, junto da Agente Tyler, responsável pela entrega do corpo ao Jimmy, para que resolvessem isso.

Jimmy afirma acreditar ter uma explicação racional que justifique tudo isso e, ao desativar o alarme de seu veículo, uma bomba é acionada e o carro explode. Palmer estava a uma distância segura, então acabou tendo ferimentos leves.

De acordo com Gibbs, as análises de Kasie mostraram que se tratava de uma bomba caseira, com um dispositivo facilmente encontrado na Deep Web. E eles acreditam que esse incidente está relacionado ao corpo desaparecido de Richard Darby. Então Gibbs sugere que ambos, Jimmy e Tyler, além de suas respectivas famílias, fiquem em custódia protetora.

Richard Darby

Bishop e Torres vão até a residência de Richard Darby para investigar o local e conversar novamente com os vizinhos, para tentarem descobrir novas informações e pistas.

O fuzileiro se mostrava um homem reservado, sem muita personalidade própria. Além disso, os vizinhos não puderam acrescentar nada de novo ou útil ao depoimento deles.

De volta ao QG, McGee informa ao Gibbs que a Agente Tyler dispensou o agente enviado para proteger sua casa. Em seguida, Kasie se reúne a eles procurando por Tyler, que até então, estava cochilando em seu laboratório. E, após receber um telefonema, saiu correndo apressadamente.

Agente Tyler

Ao chegarem à residência da Agente Tyler, Gibbs pergunta a ela o que está acontecendo e, por insistência de sua mãe, Tyler revela a eles que está com o corpo do fuzileiro.

Após ela deixar o corpo no necrotério, um homem mascarado invadiu sua residência e apontou uma arma para sua filha e disse a ela que se quisesse vê-la novamente, deveria roubar o corpo de Darby e quaisquer evidências que pudessem levar a ele.

Então, ele marcou um encontro com Tyler, dizendo para que ela deixasse a mão direita do cabo em uma lixeira atrás do Memorial Park, em Franconia.

O plano

Dessa forma, eles arquitetam um plano e utilizam uma das mãos no necrotério que deveria ser enviada a uma universidade, para que possam deixar no local da entrega e, assim, conseguirem levar o suspeito sob custódia.

Eles então descobrem que o fuzileiro havia passado de um homem confiante a um homem paranoico que acreditava que o mundo estava próximo do fim e havia começado a se preparar para um eventual apocalipse, inclusive, chegando a sacar todas suas economias que totalizavam um total de 106 mil dólares.

Após colocarem o plano em prática, agente Torres persegue o suspeito a pé, enquanto Tyler e Gibbs seguem em uma van. Mas o suspeito acaba sendo atropelado e morto antes que nossos agentes possam alcançá-lo.

Logo, a equipe descobre que o suspeito morto é um dos vizinhos de Darby. Um criminoso profissional turco, especialista em munições, que estava vivendo nos EUA utilizando um pseudônimo.

A busca

Na residência do suspeito, eles encontram a arma do crime. E, além disso, com a ajuda de Jimmy e Kasie no laboratório, eles são capazes de encontrar a localização exata de onde o suspeito vinha mantendo Jasmyne, filha de Tyler.

Após empurrarem o trailer estacionado na garagem de Darby, eles encontram o bunker onde o suspeito havia deixado a garota e conseguem resgatá-la.

E é lá no bunker que eles encontram o cofre onde Darby havia guardado suas economias, que só poderia ser acessado através da palma da mão direita, o que justifica o pedido estranho do sequestrador pela mão do fuzileiro morto.

Após solucionarem o caso, Gibbs liga para Fornell para descobrir se Winston havia aparecido. Tobias diz que não, mas que conseguiu localizá-lo da mesma forma, porém ele não seria de muita ajuda.

Ao fundo, Gibbs ouve sirenes da polícia se aproximando e questiona Fornell. Mas ele se mantém evasivo e só diz a Gibbs que precisa de um tempo e pede para que confie nele, encerrando assim o episódio.

A abordagem utilizada neste primeiro episódio de NCIS, passando por diferentes linhas do tempo, além de abordar múltiplos casos, foi bem assertivo. Capaz de manter o telespectador vidrado do início ao fim, esse primeiro episódio mostra que essa temporada será muito intrigante e misteriosa.

E você, o que achou da estreia da décima oitava temporada de NCIS? Deixe também nos comentários.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do episódio9.5
Crítica do primeiro episódio da décima oitava temporada de NCIS, intitulado de "Sturgeon Season", exibido nos Estados Unidos pela CBS.
9.5
Tags CBSNCIS
Avatar

Ana Carolina

Jornalista e comunicóloga. 23 anos. Jundiaí - SP.

No comments

Add yours