Crítica: 22×10 de Law & Order: SVU foi sensacional

Welcome to the Pedo Motel, Law & Order: SVU
Imagem: NBC/Divulgação

Voltamos, enfim, para o prumo

Depois de um crossover extremamente frustrante para apresentar Organized Crime, tivemos um novo episódio de Law & Order: SVU que mostra que os anos dourados da série ainda não acabaram.

Continua após publicidade

Apesar dos tropeços recentes que a atual temporada apresentou. E o porquê isso aconteceu? Temos uma resposta muito simples: retorno às origens. Temos uma narrativa que desde o primeiro momento se mostra interessante. Logo, o roteiro dobra a aposta e nos apresenta uma discussão extraordinária sobre linchamento. Ambas têm coerência, correlação e fazem com que e o roteiro saia da zona de conforto e, enfim, traga um episódio excepcional.

Continua após a publicidade

Em Welcome to the Pedo Motel, temos um crime que choca o bairro. Uma jovem menor de idade, cuja família é judeu-ortodoxa e portanto extremamente conservadora, é encontra morta e com suspeita de abuso sexual. A Unidade de Vítimas Especiais é chamada. Com breve investigação, chega-se no primeiro suspeito. Um jovem, negro, que trabalhava com a vítima e já tinha ficha por crimes correlatos a pedofilia. Ao mesmo tempo, a consternação social é imediata. Ainda mais sabendo que o local onde o suspeito mora é conhecido como ‘hotel de pedófilos’. Além disso, há pressão para que o departamento dê prioridade para a apuração afim de evitar tumultos nas ruas.

Continua após publicidade
Welcome to the Pedo Motel, Law & Order: SVU
Imagem: Virginia Sherwood/NBC

Comentário social certeiro

Como disse na minha introdução, o que mais agrada nesse episódio é o comentário social que o roteiro se propõe. Felizmente, muito mais interessante do que o mantra de que ‘todos são inocentes até que se prove o contrário’. Os roteiristas buscaram mostrar o que acontece quando soma-se racismo estrutural; discurso extremista e trabalho questionável (o mínimo) por parte da polícia. A partir do momento que temos o primeiro suspeito convertido também numa vítima, e aqui vale ressaltar, de um crime de ódio com linchamento, Welcome to the Pedo Motel dá suas cartas. E para nossa sorte, é um Royal Flush.

Meu editor é muito mais qualificado para falar de história do que eu. Contudo, acredito que é importante lembrar ao leitor que linchamento ainda é um dos legados mais perversos da escravidão na sociedade americana. Isso porque quando um negro ‘desrespeitava’ ou simplesmente ‘contrariava’ um branco, um grupo se reunia para açoita-lo até quase morte. O horror está presente em todas as fases da história. Escravidão, reconstrução (pós-Guerra Civil), Jim Crow, pós-direitos civis até os dias de hoje.

Continua após publicidade
Welcome to the Pedo Motel, Law & Order: SVU
Imagem: NBC/Divulgação

Sopro de bons ventos

Sendo assim, a série acerta ao discutir esse tema. É um assunto que a sociedade americana discute. Principalmente após a condenação de Derek Chauvin pelo assassinato de George Floyd. Essa consciência social e senso de responsabilidade, fazem com que o roteiro surpreenda e prenda o telespectador. É tão impactante e visceral, que fica impossível desviar os olhos. Fazendo com que funcione tanto como estímulo a uma discussão importante, assim como uma estratégia narrativa excepcional.

Em suma, espero que esse bom episódio seja o sinal de uma retomada. Já tivemos ensaios de reação no passado, mas que não passavam de meros repiques. Que as discussões sociais continuem, tal qual as reviravoltas e construções de personagem pouco óbvias. Law & Order: SVU é capaz de surpreender.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!