Crítica: 2×02 e 2×03 de Batwoman destaca ascensão de Ryan

batwoman 2x03

Batwoman continua com fôlego total

Depois de uma premiere de tirar o fôlego, o segundo episódio de Batwoman não decepcionou. Uma coisa que me prendeu ali foi algo totalmente centrado em Ryan. Confesso que fiquei ressabiado de continuarem batendo na tecla do sumiço da Kate, mas felizmente não foi isso.

Continua após as recomendações

Não que isso tenha que ser deixado para trás, pois apesar do meu ranço por Ruby Rose, ela foi a protagonista inicial. Entretanto, temos que convir que o show tem que continuar, e com isso o legado de Kate dar continuidade.

Plot premeditado?

Um dos temas centrais desse episódio foi a vingança de Alice, como forma de atrair a atenção de quem derrubou o avião de sua irmã. A vilã simplesmente contaminou morcegos, espalhando-os por Gotham City.

Continua após a publicidade

A arte imitando a vida? Talvez, mas achei necessário isso. Além de mostrar como isso pode afetar a vida de uma população, uma vez que a pandemia que vivemos atualmente deu início por conta de um morcego, também escancarou o quanto a fake news pode ser prejudicial. Titia Dries caprichou na abordagem, hein?!

Kate e Ryan já tiveram seus destinos cruzados

Uma das surpresas que esse episódio nos apresentou foi com certeza a ligação de nossas duas protagonistas. Se já fiquei impressionado por ligarem o passado de Ryan com Alice, no entanto, com Kate, foi o auge para mim.

Eu sabia que em algum momento eles fariam algo do tipo, mas não tão cedo assim. Vou ser sincero e dizer que a cena de Ryan vendo o relato de Kate sobre o fatídico ocorrido no Halloween, quando salvou a nossa nova mulher morcego, foi algo clichê demais. Como se não bastasse, a nova Batwoman decide fazer o mesmo. Pai amado!

Image: The CW/Divulgação

A nova ameaça já está entre nós

Se Alice quis chamar atenção com sua própria pandemia, ela conseguiu isso com êxito. Com a ponte entre o segundo e o terceiro episódio, tanto ela quanto Sophie foram dopadas e levadas para uma misteriosa ilha. Mas que lugar é esse?

Pois bem, meus caros amigos leitores, enfim Safiyah está entre nós. No encontro entre as duas vilãs, já foi mostrado de cara que elas já tiveram uma conexão no passado, e que agora a guerra de gato e rato que a gêmea má de Kate tinha com a irmã, agora, terá com a nova malvada no pedaço.

Foi nesse momento que percebi o quão Alice é mais esperta do que já sabíamos. Gente, o plano da Rosa do Deserto, o alvo em Mary, tudo se encaixando. Quem é Emily Thorne na fila do pão?

O pouco visto de Safiyah já deixou claro que o receio que tive sobre Alice ficar ofuscada nada mais é que uma estúpida viagem da minha parte. Inclusive, já possuo uma teoria de que nossa primeira big bad possa ter vários momentos como anti-heroína, mas sempre com uma surpresa para nos lembrar que ela ainda continua uma vilã.

Em contrapartida, tem algo que me incomoda muito profundamente: Sophie. É notório o destaque que ela vem ganhando desde o segundo episódio, no entanto ela continua o mesmo suflê de chuchu sem carisma de sempre.

Entretanto, com essa nova vilã, a veremos mais em ação. Em parceria com Alice? Sinceramente, não sei, mas não me surpreenderia se acontecesse isso. Sabe o que é pior? Já querem empurrá-la para o lado de Ryan. Me poupe, se poupe, nos poupe! Gente, meu shipp alert quer a sonsa com Julia, pois apesar de tudo, as duas têm certo sex appeal juntas. Veremos!

Nova Batwoman, enfim, entre nós

Apesar de um episódio mais focado em Alice e Safiyah, Ryan não foi esquecida no churrasco. Se tivesse acontecido isso, já teria feito barraco aqui na review. Felizmente tive meu bom senso mantido.

Sabe uma coisa que me chamou total atenção? Mais uma vez tudo conectado à nossa protagonista. Gente, é sério, estou impressionado com esse roteiro todo amarrado. Espero de coração que essa qualidade de Batwoman continue impecável dessa forma, pois ela é a melhor série do Arrowverso, atualmente, ao meu ver.

Enfim, tivemos a presença, nesse episódio, também de Victor Szazs, um vilão bem conhecido das HQs do homem morcego. O assassino foi enviado por Safiyah, assim correndo atrás de Mary. Coube a nossa nova heroína enfrentar essa ameaça.

Entretanto, antes disso acontecer, Ryan teve nesses dois episódios grandes dilemas a enfrentar. Uma coisa que estou amando de acompanhar é essa sua ascensão com muito bom humor. No entanto, algumas coisas cansaram. Por exemplo, a implicância de Luke no segundo episódio foi algo totalmente desnecessário, mas felizmente isso passou.

Imagem: Divulgação.

Novo uniforme

Antes de enfrentar Victor cara a cara, nossa nova protagonista finalmente ganhou um uniforme para chamar de seu. Eu achei desnecessária a reação negativa do público quando saiu a primeira imagem de Javicia como Batwoman, mas o contexto para chegar até esse traje foi algo muito bem trabalho. Outro ponto positivo para titia Dries.

O que vem a partir de agora? Sinceramente, não sei, mas uma coisa que estou ansioso é pelo o que tinha no celular de Kate. Simplesmente atento para tal.

E você, o que achou dos episódios? Deixe nos comentários e continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.

  • Além disso, siga nossas Redes Sociais (InstagramTwitter, Facebook).
  • Baixe também nosso App Mix de Séries para Android no Google Play (Download aqui) e fique por dentro de todas as matérias do nosso site.
Nota do Episódio: 2x02 - Prior Criminal Story8.5
Nota do Episódio: 2x03 - Bat Girl Magic!9
Review do segundo e terceiro episódios da segunda temporada da série Batwoman, da The CW e aqui no Brasil exibida pelo canal HBO.
8.8
Tags Batwoman