Crítica: 3×12 de A Million Little Things teve grande decisão

Crítica A Million Little Things 3xx12

Eddie e Darcy voltam de seus tratamentos em A Million Little Things

O episódio 12 dessa terceira temporada começa, exatamente, um mês depois do capítulo anterior de A Million Little Things. Ainda não vemos Delilah, assim como Maggie e Sophie, que foi encontrar sua mãe em Paris, também não aparecem. 

Continua após publicidade

No entanto, logos nos primeiros segundos de “Junior”, assistimos Katherine cortando seu próprio cabelo, o que a deixou com um visual mais jovem, porém, rebelde, bem no estilo “pronta para o golpe final”. 

Continua após a publicidade

E esse golpe, literalmente, veio nos segundos finais, quando ela acerta Eddie ao dizer que não estava trabalhando e que eles precisam descobrir a melhor maneira de terminar o casamento deles.

Continua após publicidade

Eddie planeja um jantar para sua esposa

O pai de Theo retorna para casa, e é recebido friamente por Katherine. Em três temporadas, esse casal já passou por tantas coisas, desde traição e um bebê fora do casamento, ao vício de Eddie. Katherine perdoou o marido em todos esses erros, mas dessa vez ela está decidida a tomar uma decisão diferente.

Eddie planeja um jantar para sua esposa e Jackie vai ajudá-lo, porém, Katherine diz que vai trabalhar até tarde e não chegará a tempo. Eddie sabe que ela não está trabalhando, ele sabe que ela está com Alan. Ele mentiu antes, sabe bem como fazer isso. Agora está sentindo na pele.

Continua após publicidade

Nos minutos finais, Katherine revela para Eddie que estava com Alan, mas que nada aconteceu. Porém, ela diz que eles precisam ver a melhor maneira de terminar o casamento deles, uma maneira que o Theo não sofra tanto. Confesso que não esperava essa decisão de Katherine.

Conhecemos o pai de Gary 

Imagem: Divulgação.

Darcy volta de seu tratamento para mulheres com estresse pós-traumático, e eles recebem a visita surpresa de Javier, o pai de Gary. Então Darcy e Javier se conectam, já que ambos tem experiência por terem lutado na guerra – ele do Vietnã e ela do Iraque. 

Gary se preocupa, inclusive. Ele alerta Darcy um pouco antes de que seu pai pode ser um pouco “antigo” em sua forma de pensar. Ele se preocupa ainda mais pelo fato de Danny estar sofrendo uma pressão, se deve se ou não se assumir para seus amigos da escola… Javier encontra a lista de prós e contras que Gary pediu para Danny fazer. 

Javier surpreende todos positivamente

No entanto, Javier surpreende todos de forma positiva, ao revelar uma história sobre seu amigo Douglas, de quando eles estavam na guerra e ele morreu para protegê-lo. Javier achou uma foto que Douglas carregava, e a carrega com ele até hoje.

Na época, Javier achou que estava protegendo o amigo de que sua família e amigos descobrissem que ele era gay. Com isso, o pai de Gary diz para Danny não ter medo de ser quem ele é. E quem realmente o ama irá respeitá-lo, e quem não, esses não valem a pena. Uma verdadeira lição para a vida. 

O episódio se passou no dia da morte de George Floyd

Em seu trabalho em grupo virtual, Danny ouve o conselho do pai de Gary e revela sua sexualidade para seus amigos que recebem a notícia muito bem. Para deixar registrado esse momento, ele diz “Nessa data, 25 de Maio de 2020, quero que todos saibam que sou gay.”.

Para quem não lembra, essa foi uma data marcante nos Estados Unidos. Foi o dia do assassinato de George Floyd, um homem negro que estava desarmado e algemado e teve seu pescoço pressionado por um policial branco, que ficou de joelhos no pescoço de Floyd por 8 minutos e 46 segundos, enquanto ele dizia “eu não consigo respirar”. Tudo isso foi filmado e o vídeo viralizou em todo mundo. 

O vídeo de Floyd interrompe o jantar na casa de Rome

Rome e Gina decidem fazer um jantar para aproximar, ainda mais, Walter e Florence. O sogro de Gina não sabe como agir, já que ele nunca teve outra parceira na vida, além da mãe de Rome. O que é bem compreensível pela sua idade e por ter tido uma única parceira na vida. 

Enquanto Gina e Florence conversam sobre Walter, Rome e Tyrell dão conselhos para o viúvo. Porém, um pouco antes de sentarem na mesa para o jantar, Tyrell recebe o vídeo do assassinato de Floyd, e todos ficam perturbados com as imagens assistidas. 

A Million Little Things, assim como Station 19, trouxe a realidade para a ficção e ambas as séries ainda estão em 2020, no auge da pandemia no mundo. Igualmente, bem na mesma época de quando o assassinato de Floy aconteceu. Pela promo do próximo episódio (veja abaixo), todos vão às ruas protestar, assim como aconteceu ano passado ao redor do mundo. Agora só precisamos aguardar para ver se teremos mais alguma tragédia na série.

E você, o que achou desse último episódio? Será que Eddie vai aceitar o fim de seu casamento sem lutar? Ou essa decisão vai prejudicar ainda mais seu tratamento e ele vai se render novamente ao vício? Só espero que os roteiristas não tragam, outra vez, o plot do suicídio para a história.  

Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.