Crítica: 3×17 de Riverdale volta o foco da série para o jogo

Depois de uma semana conturbadamente musical em Riverdale, a série volta a premissa do jogo. Griffins and Gargoyles, ao melhor estilo Dungeons and Dragons, já está quase fazendo hora extra. Claro que foi a trama que mais me motivou até o momento em toda a série. Conseguiram construir bem o mistério da fazenda e intercalá-lo com outros plots. Contudo, não tem muito mais onde levar o grande retorno do Rei Gárgula e toda sua maldição sobre a cidade. Gladys Jones já já é descoberta por seu marido e os seus planos vão por água abaixo.

Continua após as recomendações

Enquanto a aspirante a antagonista não é desmascarada, entra ano, sai ano e Hiram Lodge só cresce. Quando você pensa que alguém vai derrubar sua cadeira, ele vai lá e da a volta por cima. Realmente o dinheiro manda, e muito, em Riverdale. Ainda acho o trama familiar de Veronica, Hermione e Hiram uma bobeira gigantesca. Ficou aquele embate nos últimos episódios, um tentando matar o outro e agora vamos tentar ser uma família feliz? Como assim? Sei que a máfia é poderosa, mas Hermione tem tanto poder sobre seus inimigos quanto Hiram.

Imagem: CW/Reprodução

Continua após a publicidade

Não estou entendendo nada, mas manda mais!

Falando em inimigos, a Fazenda tá vindo pra quebrar geral. Os produtores e roteiristas foram espertos em deixar esse último boost para o final. Percebe-se que o plot tem muito o que render nos próximos episódios. Que o pessoal de lá não é normal todos nós sabemos, mas não esperava que seria a esse ponto. Quando Cheryl se rendeu ao culto, entreguei as esperanças. Parece que só Betty tem um pingo de juízo nessa série, olhem só… Seu histórico pessoal e familiar escreve um livro, quem dirá uma série…

Após a loucura final da apresentação na última semana, esperava um pouco mais de foco em Chad Michael Murray, entretanto, a série preferiu dar passos curtos. Edgar tem o cinismo necessário ao líder da fazenda, mas ainda não colocou todas suas garras para fora. O embate entre ele e Betty ficará para as próximas semanas, mas não posso esperar. Essa lavagem cerebral que eles fazem de ver pessoas mortas: QUE LOUCURA.

FOGO NO PARQUINHO DE RIVERDALE!

Calma, Betty não incendiou outra casa… Apenas estou aqui pra dizer que o próximo episódio promete muita coisa. Confrontos familiares, ameaças, relacionamentos, lutas. Claro que a promo pode muito bem realçar cenas, mas acredito no potencial dessa reta final. O único problema é ter que esperar quase três semanas para saber o que vai acontecer. Aos mais ansiosos, segue o vídeo. Um abraço e até a próxima review!

Nota do episódio8.8
Review do décimo sétimo episódio da terceira temporada de Riverdale, da CW, intitulado "The Raid".
8.8

Nenhum comentário

Adicione o seu

Tags Riverdale