Crítica: 4×07 de Riverdale começa a unir suas histórias

Drama teen está unindo suas tramas

Acredito ser perceptível como Riverdale finalmente está caminhando a um plot em comum. E isso é bem interessante…

Continua após a publicidade

Nas últimas semanas, falei um pouco sobre a individualidade de cada personagem e suas descobertas. Após o Thanksgiving dessa semana, parece que os personagens vão começar a somar uns aos outros para o grande assassinato que ainda paira sobre a temporada, sem muitas respostas. Mas, antes de comentar sobre isso, vamos falar um pouco sobre o trabalho que retoma sua caminhada rumo ao sucesso.

Vivemos em uma gigantesca montanha-russa de emoções quando o assunto é Riverdale. A série traz um pouco da sobriedade do drama mas depois joga toda a loucura na nossa cara até que ficamos sem saber o que é real e o que é imaginação. Mesmo com todo o trabalho de evoluir seus personagens, percebemos que os casais parecem unir seus plots para um futuro em comum. Enquanto Betty e Jughead vão pela vertente do jornalismo investigativo, Veronica e Archie trilham a luta por um ideal familiar e gerenciamento de seu futuro.

Um mistério quase perfeito!!

A magia de Stonewall e seu toque de cenário rústico traduzem um pouco da nossa empolgação. Não que eu tenha me satisfeito de Riverdale, que é uma cidade fantástica e muito acolhedora. Eles souberam trabalhar bem a vertente de uma cidade americana do interior. Mas a escola de Archie tem todo o perfil de um mistério por detrás de suas paredes. Parece ser isso que nosso jovem escritor precisa descobrir. Confesso que ainda penso que o suicídio do Mr. Chipping foi um pouco longe demais do que precisavam, mas vai conseguir manter a trama por um bom tempo.

Já que o tom mórbido está pairando sobre a série, vou até comentar no nosso núcleo sanguinário e assombrado. Sim, os Blossons estão cada vez mais desesperados. Todavia, sabe que eu me identifiquei com Cheryl essa semana. Ela sempre teve uma certa insegurança ao defender o nome de sua família, mas foi bem incisiva em seu plano de afastar os parentes chatos. Não deixei de acreditar na sandice que é colocá-la junto a um boneco de um irmão e do corpo morto de outro, mas conseguiu amolecer e me divertir um pouco, como a clássica personagem das últimas temporadas fazia…

Imagem: CW/Divulgação

Quem é o verdadeiro herói de Riverdale?

Acho que essa dúvida fica no ar e podemos ficar horas discutindo isso por aqui. A série tem que criar o drama e colocar Hiram Lodge como prefeito vai ao encontro dessa necessidade, apesar de não ter nem pé nem cabeça depois de tudo que aconteceu. Mas aí ficam os dois grandes representantes do lado humano da cidade: FP e Archie. Acho que ambos vem desempenhando papel crucial no desenrolar da história e confesso estar ansioso pelo retorno das Serpentes com o xerife no comando. Acredito que a batalha vai ser cada vez maior com o passar do tempo…

Na próxima semana trarão a realidade pra mais perto abordando cada vez mais intensamente a loucura. Pode parecer confuso, mas acredito que fará sentido com a promo que está aqui abaixo. Aguardo vocês para comentarmos um pouco mais e nos vemos na próxima review… Até lá!

Nota do Episódio9
Review do sétimo episódio da quarta temporada de Riverdale, da CW, intitulado "Chapter Sixty-Four: The Ice Storm".
9
Tags Rivedale
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours