Crítica: 4×08 de Riverdale trouxe um pouco de lucidez

Por enquanto, tudo normal em Riverdale!

Finalmente conseguimos ver um pouco de normalidade em Riverdale. Acho que demorou um pouco, mas os roteiristas finalmente perceberam onde estavam levando a série. A adição de uma terapia foi uma jogada de maior impacto nos telespectadores do que nos próprios personagens. Foi interessante vê-los tomares rumos lógicos pelo menos uma vez neste semestre. Resta saber por quanto tempo isso ficará assim…

Continua após a publicidade

Mesmo com a lógica batendo na porta e querendo entrar, nossos heróis ainda traçam seus caminhos sombrios. A história da fita de vídeo é algo que me incomoda bastante. Deixaram ela no ar logo no começo da temporada e em poucos episódios foi esquecida no churrasco. Esta semana, reascenderam a chama desse plot, contudo, ainda sem alguma explicação plausível. Espero que eles não enrolem muito o jogo, afinal, se fosse introduzido nesta semana, esse mistério não sofreria nenhuma perda.

Os complexos e suas histórias…

Quantas vezes já não observamos Veronica ameaçar Hiram e quantas vezes isso não deu em nada. Tudo bem que ela é só uma adolescente e seus poderes ainda são infinitamente menores que o de seu pai. Todavia, ainda esperamos o dia em que ela se erguerá sobre Riverdale pela justiça e coragem. Acho que esse dia pode estar próximo. Não gostaria de ver mais um de seus discursos inspiradores acabarem em nada no fim das contas. Acho que essa ideia de Hiram vilão de tudo e de todos já está passando do tempo…

Seguindo a linha problemas familiares, Betty e Alice apresentaram uma relação bem estranha. Achei meio forçado na verdade, instaurarem um problema aos quarenta e cinco do segundo tempo como foi feito. Todavia, parece que elas se acertaram no fim das contas. Espero que a união das duas permaneça estável, principalmente ao descobrirem a verdadeira face de Charles. Assim como Betty, vimos Jughead e Archie acertarem detalhes familiares importantes. Acho que podemos concluir que esse foi um dos arcos principais do episódio, a estabilidade de nossos personagens.

Crítica: 4x08 de Riverdale traz um pouco de lucidez

Imagem: CW/Divulgação

Às vezes falamos cedo demais!

Ainda é uma incógnita toda essa trama de Jughead morto. De início, vim com a teoria de que isso não se passaria da história de seu livro sobre os Baxter Brothers, entretanto, agora não sei tão bem. Uma vez que ele mostrou uma parte de sua história a Betty e sua expressão foi bem normal. Acho que se houvesse alguma menção a Riverdale e seus amigos, ela provavelmente deixaria uma pista em sua fala. Mas nos resta aguardar para o desenrolar desse plot que só deve se esclarecer em uns dois meses ou mais.

Tenho uma mania complicada de escrever a review antes de ver a promo do próximo episódio. Faço isso para não sofrer tanta influência de possíveis imagens nos comentários acima. Mas foi logo minha maldita mente pensar que tudo estava estabilizado, que a próxima semana vem pronta pra destruir tudo. Pelo menos foi o que pareceu.

Segue a promo para vocês tirarem suas próprias conclusões. Aguardo todos na próxima review. Até lá!

Nota do Episódio9
Review do oitavo episódio da quarta temporada de Riverdale, da CW, intitulado "Chapter Sixty-Five: In Treatment”.
9
Tags Riverdale
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours