Crítica: 4×11 de Station 19 trouxe momento chocante da vida real

Crítica Station 19 4x11

Maya e Carina vão ficar separadas

Em Here it comes again”, o décimo primeiro episódio da quarta temporada de Station 19, relembramos o assassinato de George Floyd, que chocou o mundo. E, ainda, deu início a uma grande onda de protestos contra a violência policial com os negros. 

Continua após as recomendações

Antes disso, Dixon, o capitão da polícia de Seattle, alerta a capitã Maya sobre a ação judicial de Dean, que pode prejudicar a estação 19. Igualmente, dois casos movimentaram o episódio dessa semana. Um carro em chamas desgovernado em uma pista de gelo, e uma mãe que entra em trabalho de parto dentro da estação. 

O time foi dividido em duplas

Foi interessante a divisão de todo o time em duplas, e não as mesmas de sempre. Com isso, foi curioso ver Jack e Vic trocando histórias do passado sobre suas famílias, bem como as conexões dos outros pares. Incluindo Dean e Andy, Carina e Ben e Travis e Robert. Aliás, esse último encontrou a solução para o carro em chamas e ainda perguntou se Maya já tinha alguém para substituí-la, quando ela estiver na Itália com Carina. 

Continua após a publicidade

Sullivan perguntou na intenção que a capitã o escolhesse.

Imagem: ABC/Divulgação

Maya, por sua vez, viu Carina usando todas as suas habilidades para fazer um parto na estação, isso porque a nova mãe não teve tempo de chegar no hospital.

Bishop diz que a ama, porém não pode deixar seu time nesse momento. E que, além disso, não poderá acompanhar a amada em seu retorno para Itália.

DeLuca entendeu a posição de sua namorada e prometeu que voltará em breve. Assim espero, Carina. Já perdemos um DeLuca nessa temporada. 

O assassinato de George Floyd

Os minutos finais do episódio, que não precisou de nenhum diálogo entre os personagens, foi muito impactante e emocionante. Dessa forma, foi impossível não relembrar novamente o momento que aconteceu o assassinato de George Floyd. Todo mundo que assistiu aquele vídeo horrível sabe exatamente o que estou falando.  

As expressões faciais de, praticamente, todo elenco da série assistindo aquela cena que chocou o mundo, de imediato, me levou de volta para o dia 25 de maio do ano passado, quando a tragédia ocorreu. 

Quem não assistiu pelo menos ouviu falar do vídeo que viralizou, onde mostra o policial branco da cidade de Minneapolis, nos EUA, pressionando o joelho por oito minutos e 46 segundos no pescoço de George Floyd, um homem negro de 46 anos, que já estava deitado no chão imobilizado e algemado, enquanto ele gritava: “eu não consigo respirar”. 

Protestos ao redor do mundo

Quem acompanhou a sequência em Grey’s Anatomy viu Dr. Weber saindo para protestar, como também aconteceu ano passado ao redor do mundo. Milhares de pessoas, cansadas da violência policial contra os negros, tiveram a morte de George Floyd como um gatilho final, assim, saíram às ruas exigindo mudanças nesse comportamento da polícia, com cartazes onde diziam as frases finais de Floyd: “Eu não consigo respirar”.

Pela promo do próximo episódio de Station 19, a morte do George Floyd vai afetar todos os membros da estação 19 e, provavelmente, Maya e Sullivan vão ignorar os alertas do chefe do batalhão e do chefe do Seattle PD e deverão apoiar Dean na sua ação judicial contra a polícia. 

Enfim, me diga o que achou desse episódio de Station 19. Comente aqui embaixo e vamos trocar uma ideia sobre essa temporada. 

E continue acompanhando as novidades de seus seriados favoritos aqui no Mix de Séries.

"Nota do episódio"8.5
Crítica do episódio “onze” da quarta temporada de “Station 19” da ABC, intitulados "Here it comes again”.
8.5