Crítica: 4×12 de Riverdale traz breve mudança para dar continuidade

Critica Riverdale 4x12

Reviravoltas em Riverdale preparam terreno

Não tivemos grandes avanços neste episódio de Riverdale, contudo, as coisas parecem começar a se encaixar. Alguns plots batidos parecem terem sido acalmados e acredito que conseguirão dar continuidade com o andamento da série. Ainda não temos o ideal para Riverdale se estabilizar, mas já é um começo.

A série conseguiu amarrar algumas pontas nesse episódio que estavam incomodando muita gente.

Um novo formato…

Primeiro, vamos falar rapidamente de Katy Keene. Pra quem ainda não sabe, o spin-off de Riverdale está quase aí e esse episódio serviu como um aperitivo da série. Em uma vertente completamente diferente da que estamos acostumados, a nova trama se passa em Nova York e tem Lucy Hale no papel principal. A série buscará trabalhar dilemas palpáveis de quatro personalidades diferentes. Katy, Jorge, Pepper e Josie – sim, a Pussycat de Riverdale – enfrentam a realidade da cidade que nunca dorme.

Voltando a Riverdale, temos uma mudança na dinâmica de Veronica. Por mais que tenha, insistido por semanas na sua briga com o pai, parece que resolveram mudar as coisas – ou não. O fato é que surgiram com uma doença degenerativa para o personagem que deu uma trégua nesse plot extremamente desgastado. Ainda assim, por mais insano que possa parecer, acho que o melhor agora é mudar um pouco as coisas. Como no próximo ano teremos destinos inesperados para cada um, devemos nos desapegar um pouco de dramas familiares loucos e voltar a realidade.

Continua após a publicidade

Riverdale 4x12

Imagem: CW/Divulgação

Falando em loucura!

Só em Riverdale mesmo para um diretor mediar uma briga entre dois alunos. Mesmo sendo um embate meio sem pé nem cabeça, o duelo de Bret e Jughead não me empolgou em nada. Apenas o final, com nosso protagonista desistindo daquela loucura e voltando para casa que me fez repensar na salvação da série. Tudo bem que as investigações não vão parar tão cedo e Betty está com sede de vingança. Chances altas do plot em torno da suposta morte de Jughead ser um grande plano para desmascarar as loucuras de Stonewall.

Mas não apenas na escola literária que as brigas rolaram sem supervisão. Achei muito fora do contexto o ataque a Archie dentro da Riverdale High. Poderia ter pelo menos colocado a cena ao final do dia, com Archie fazendo alguma hora extra no colégio. Agora, me colocam um quebra pau no meio das aulas e a única pessoa que aparece para salvar o rapaz é seu tio?? Pelo menos o plot serviu para entendermos mais do passado de Frank. Ainda não temos esclarecimentos impactante, contudo, ele parece ser uma boa pessoa.

Os fantasmas do passado

Para arrematar os detalhes, falemos sobre Cheryl e Toni. Já adormecido no rolê, tivemos o aparecimento de Nick St. Clair. Mesmo que esquecido, as atitudes do personagem ainda revoltam muitos desde a segunda temporada. O fim sem a justiça devida ainda pairava pela série. Todavia, agora acertaram de vez com o personagem e ele não deve atormentar a gangue de Riverdale tão cedo. Gostei de ver um pouco mais de Toni, ela tava bem apagada nos últimos tempos. A associação com Fangs e Kevin parece querer amenizar a situação das videotapes e sexualização dos personagens que comentei na última semana.

A promo do próximo episódio não traz muitas novidades, contudo, promete focar um pouco em um relacionamento devidamente esquecido. Archie e Veronica não se veem devidamente há uns três episódios e parece que os produtores perceberam isso. Continuem ligados aqui no Mix de Séries para mais novidades de Riverdale.

Além disso, segue a promo logo abaixo e aguardo vocês na próxima review. Um abraço e até lá!

Nota do Episódio8.5
Review do décimo segundo episódio da quarta temporada de Riverdale, exibido pela CW, intitulado "Chapter Sixty-Nine: Men of Honor".
8.5
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

1 comment

Add yours

Post a new comment