Crítica: 5×08 de Murder nos entrega o episódio mais eletrizante e revela morte chocante

Imagem: ABC/Divulgação

Chegou a hora da verdade em Murder 

Todas as perguntas que tínhamos feito anteriormente, Murder nos respondeu essa semana. Entregando o episódio mais eletrizante até aqui, a série mostrou que ainda sabe fazer um suspense capaz de nos deixar sem respirar.

Antes de mais nada, deixo claro que eu fiquei apreensiva durante todo episódio. Galera, tudo que a gente construiu foi jogado ao vento. Temos muitos pontos para comentar essa semana, mas vamos começar por essa morte que me fez ficar TOTALMENTE CHOCADA!

Primeiramente, a gente tem que colocar na cabeça, que todo personagem inserido no universo de How to Get Away With Murder não é a passeio. Ainda mais com um cargo tão alto, tendo acesso aos podres e as pessoas mais influentes. Se formos puxar para o finalzinho da temporada passada, eu disse que o macth entre Bonnie e Miller daria algum B.O. Porém, com o passar da temporada, fui tirando essa ideia da cabeça. Os roteiristas souberam construir muito bem a imagem de bom moço, fazendo a gente ter empatia e torcer pelo casal. Nós que somos apaixonados pela série, sabemos todo sofrimento que nosso núcleo principal já passou. E qualquer luz no fim do túnel faz a gente se apegar.

Continua após a publicidade

Como resultado de nosso apego, tivemos o coração quebrado, não tanto quanto o de Bonnie, ao ver Miller quase morto. Confesso que voltei à cena duas vezes para acreditar que era ele. Conforme os flashbacks surgiam, e as provas nos mostravam que ele foi o mandante do assassinato de Nathaniel, eu ficava sem chão. E digo de coração a vocês, que até o fim eu continuei acreditando que ele era/é inocente. Mesmo com todas as peças se encaixando.

Ironicamente, Nate tem o mesmo destino do pai

Certamente, a gente nem sonhou que o desfecho do caso seria mais triste ainda. Nate teve o mesmo ataque de fúria do pai. Um atormentado pelo tempo na solitária, outro, atormentado por um sentimento de impotência e injustiça, perante uma morte tão covarde. Enquanto a cena do acerto de contas era passada, eu fechei os olhos, não consegui acreditar que How to Get Away With Murder estava me deixando, mais uma vez, sem ação.

Aqui, bato palmas de joelhos para Billy Brown e, principalmente, Liza Weil, que nos fez chorar ao terminar de matar Miller. Não sei vocês, mas foi duro assistir Bon Bon asfixiando, até então, o homem que ela amava. Foi uma dor quase palpável. Era como se a última chance dela de ser feliz estivesse indo embora ali.

Lealdade sem questionamento

Desde que a temporada iniciou, imaginei que Bonnie e Nate seriam inimigos. Essa semana confirmamos o que a gente sempre soube, Bonnie é leal à galera de Annalise, sem fazer questionamentos. E um sempre vai acobertar o outro, não importa o preço que tenha que ser pago. Ela já tinha entendido a ligação de Miller com o caso, mas poderia ter agido diferente e não fez, para salvar a pele de Nate. Pelo amor de GOD, que essa mulher tenha um final feliz! Não aguento mais tanta desgraça!

Finalmente, a identidade de Gabriel Maddox é revelada

Provavelmente, esse foi o maior questionamento feito durante toda temporada. Quase acertei, quando levantei a hipótese dele ser o filho de Annalise e Sam. Mas ainda bem que isso não aconteceu. Inesperadamente, foi muito muito pior do que isso. Maddox é filho de Sam e Vivian, sua primeira esposa. Gente, quem não se arrepiou quando a câmera virou e apareceu o rosto de Sam? Ele me causa arrepios até hoje!

Sendo assim, entendemos a fixação de Maddox por Annalise e os Keating’s. E o porque ele sabia tanto sobre Wes e Laurel. A preocupação de Frank que achamos exagerada era, na verdade, bem fundamentada.

O que fica para ser desenvolvido na volta da temporada é: Quais as intenções de Maddox com toda essa aproximação? Vingar a morte do pai, ou descobrir a verdade por trás da morte? O quanto ele culpa Annalise pela ruína de sua família? Já que disse repetidas vezes o quanto a mãe era quebrada e viciada.

Vamos ficar roendo as unhas para ver as consequências de todas as descobertas desse episódio.

Imagem: ABC/Divulgação

Mas…nem só de tragédia foi feita mid season finale

Tivemos o casamento de #Coliver fazendo a gente se lascar de tanto chorar. Oliver, sem dúvidas tirou um peso de nossas costas no momento que apareceu vivinho da silva, e ainda cantando “All Of Me”. Que atire a primeira pedra quem não ficou com o coração explodindo de tanto amor. Nosso casal preferido merecia esse momento de entrega e paixão. A cena foi extremamente bonita e bem construída, mostrando que cada cabeça, um mundo. E o quanto a música e o momento impactaram de maneiras diferentes cada um! Obrigado aos envolvidos! O casamento não poderia ter sido mais bonito do que foi. Com certeza absoluta, um momento que a gente nunca vai esquecer.

Por fim, é isso, meus caros leitores! Espero que tenham gostado da nossa trajetória até aqui. Aguardo vocês na volta da temporada, lá em janeiro. Criando mais e mais teorias comigo!

Renata Ribeiro

Renata Ribeiro

Publicitária, Alagoana e arretada!

No comments

Add yours