Crítica: 5×15 de Chicago Med oficializou que Will é um “banana”

Critica Chicago Med 5x15

Série testou a paciência do espectador, novamente

Quando achei que Chicago Med fosse dar uma engrenada, eis que ela me estraga a trama da temporada por causa de um personagem bastante complicadinho: Will Halstead.

Mais uma vez, vimos o médico metendo os pés pelas mãos, em uma trama que só serviu para mostrar que ele é um banana.

No episódio passado, vimos que ele ficou no pé da Dra. Asher para que ela se entregasse e parasse de atender pacientes – enquanto estivesse viciada. Tudo bem, ele se preocupar com os pacientes. Não fez mais do que sua obrigação. Mas a forma como ele administrou toda a situação foi bem irresponsável.

Will Halstead, para quê fazer isso?

Primeiro de tudo: Will foi para casa de Hannah e dormiu com ela. Não bastasse se envolver com uma mulher que está vulnerável, e que tem essa grande bomba na mão de ser uma viciada, saber do segredo de Will com a centro clandestino, e ainda estar praticando medicina no Chicago Med… Will me vira para ela, logo após eles acordarem, cobrando dela se entregar. Ai que preguiça…

Continua após a publicidade

Pior de tudo foi que ele passou o episódio inteiro preso nesta bolha prestes a estourar. Ele atendeu uma paciente, que estava tendo um bebê, mas que só queria ser atendida pela Dra. Asher, e por muito pouco ela não morreu por causa da imprudência dela. Adivinhem? Ela não apareceu no hospital naquele dia.

Coube ao Dr. Halstead tentar convencer a paciente de que a melhor solução seria deixar o médico atendê-la, mas ele levou quase o episódio todo para isso. A sorte é que tudo deu certo, e o parto aconteceu como tinha de acontecer.

Só que a Dra. Asher apareceu no fim do episódio no hospital como se nada de tivesse acontecido – ou fazendo pouco caso do acontecimento. Ela alegou que seu celular estragou e o pneu furou, impossibilitando-a de chegar a tempo no hospital. Mas claro que Will não caiu nessa conversinha.

No final das contas, ele pediu o segurança para verificar os carros no estacionamento no intuito de que as drogas de Asher fossem encontradas, e não deu outra. Eu acho que isso vai voltar contra ele, de alguma forma, porque Asher ainda pode entregar que Will está envolvido com o centro clandestino de dosagens. E não sei, tudo me pareceu tão invasivo, que por conta dessa trama fiquei mais uma vez com preguiça da série.

Poxa, Will estava indo tão bem sem Natalie, e essa trama do centro das drogas. Mas ele tinha que ficar descontrolado desse jeito, por causa do descontrole do próximo. Para mim, o personagem praticamente não tem mais jeito.

Casos irreais

Mais alguém ficou “de cara” com essa história da garotinha, a qual a mãe contratou um ator para fingir ser o pai dela? Pior de tudo: ele foi “demitido” pela mãe do cargo, e o cara resolveu “se matar” na frente dela, para que ela visse o pai morrer. Jesus amado.

Eu achei essa trama bem maluca e irreal, algo que só na TV poderíamos ver. Posso até estar falando besteira, e essa trama ter sido baseada em um caso real. Mas tudo me pareceu muito bobo.

Até mesmo a trama do Dr. Saxton e April, que tiveram de colocar o paciente para correr na esteira para gastar a dose de medicação que ele tomou foi bem “nada a ver”.

Se eu pudesse apagar de vez este episódio, eu realmente apagaria. Mas se tem algo que salvou – se é que pode-se entender como isso – foi o fato do cerco estar cada vez mais se fechando para April em relação ao Dr. Marcel. Isso porque o Dr. Choi e ele estão mais próximos, e sinto que a qualquer momento April vai acabar abrindo a verdade sobre o beijo que ela deu no Crockett.

Ai ai, Chicago Med. Prevejo mais dramas…

E você, o que achou do episódio? Deixe nos comentários. Além disso, acompanhe agora a TAG de Chicago Med aqui no Mix de Séries e fique por dentro das notícias e resenhas da série.

Abaixo, o vídeo promocional do próximo episódio. Até lá!

 

 

Nota do Episódio7.5
Crítica do décimo quinto episódio da quinta temporada de Chicago Med, exibido nos Estados Unidos pela NBC, intitulado "I Will Do No Harm".
7.5
Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Pior 4 março, 2020 at 21:35 Responder

    Beijo no Crocket. Soa porno-erotico de forma engracada. 🙂
    Na real percebo One Chicago penando na criação e produção, mas essa crítica do 5×15 não deixo de concordar plenamente

Post a new comment