Crítica: 5×16 de Jane, the Virgin aborda traumas do passado

Reta final em Jane the Virgin

Mesmo na reta final, Jane the Virgin consegue trazer surpresas seguidas de fortes emoções. Depois de tanto tempo, eles reviveram um assunto que há muito já havia sido encerrado e enterrado: o sequestro do bebê Matteo. 

Agora que conseguiu uma agente para seu livro, Jane deve estar aberta a sugestões de enredo. E, ao que parece, a ficção pode se misturar com a realidade, causando dúvidas e inseguranças. Quem diria que talvez Rose pudesse trocar o filho de Jane e Rafael durante o sequestro? Confesso que eu já nem lembrava mais desse rolo e fiquei bem chocada que eles trouxeram essa questão de novo e – principalmente – do nada. 

Relembrando fatos

Ainda bem que no final deu tudo certo e Matteo não foi trocado. Contudo, foi bastante interessante relembrar ao público que a Rose é uma lorde do crime. Bem como que ela é capaz de qualquer coisa. Luisa que se cuide. Agora que Sin Rostro escapou e está a solta por aí, ela provavelmente vai querer se vingar de sua ex-amante por ter traído sua confiança.

Inclusive, fiquei muito feliz que era tudo tramoia dela com os policiais, eu não aguentava mais vê-la sendo capacho da Rose. Agora, portanto, nos resta saber se ela e Rafael vão se reconciliar em breve. 

Além disso, falando em família, Rogelio ajudou River Fields e sua filha a se reconectarem após anos de mágoas e rancor. Contudo, isso trouxe alguns imprevistos para a família e a carreira dele. Afinal, agora que as gravações serão em outro lugar, ele se mudará para realizar seu sonho, ou abrirá mão deles para continuar a viver com sua esposa e filhas? 

O que acharam do episódio? Deixem aqui nos comentários!

Nota episódio8.6
Review do décimo sexto episódio da quinta temporada de Jane, the Virgin, da The CW, intitulado "Chapter Ninety-seven".
8.6

No comments

Add yours